Fim da 'grande tribo' e surpresas

Por O Dia

Em 2017, a Beija-Flor apresentou uma configuração inovadora, substituindo a tradicional divisão de alas por uma grande tribo na Sapucaí, com grupos coreografados (atos). Neste Carnaval, as alas estarão de volta e atos serão desenvolvidos em pontos estratégicos. "Estarão bem divididas as questões temáticas, até porque é um assunto de muitos argumentos a serem levantados", ressalta Misailidis. Segundo ele, o cronograma está em dia no barracão e tudo ficará pronto uma semana antes do desfile.

Foi agendado para as 14h do dia 28 (último domingo de janeiro) o ensaio técnico da escola na Avenida Atlântica, em Copacabana. Como O DIA noticiou, 3.400 componentes devem participar. A agremiação informou que a concentração será no Posto 6 e os desfilantes seguirão até o Posto 3 da orla. A CET-Rio afirmou na segunda-feira que ainda não tinha sido comunicada sobre o evento.

Sexta colocada no ano passado, a nilopolitana encerrará os desfiles do Grupo Especial na segunda-feira de Carnaval.

Comentários

Últimas de Rio De Janeiro