Empresa abre 700 vagas para trainees

Em dez anos, 12,3% dos contratados pelo programa passaram a ter cargos de chefia

Por O Dia

Rio - A Ernst & Young (EY), empresa de prestação de serviços em auditoria, impostos, transações corporativas e consultoria, está com inscrições abertas para o seu programa de trainee. Dessa vez, o formato para admissão de candidatos será por meio de um campanha digital, com 700 vagas oferecidas em todo o país — 150 delas serão destinadas a candidatos no Rio de Janeiro. A empresa também vai contratar trainees em São Paulo, Brasília, Salvador, Belo Horizonte, Recife, Porto Alegre, Curitiba, Fortaleza, Goiânia, Campinas e Blumenau.

Depois de 10 a 15 meses no programa%2C participantes podem ser promovidos a auditores%2C consultores ou assessores%2C entrando no plano de carreira da empresa para virar sóciosDivulgação

O Programa de Trainees tem uma filosofia voltada para a aposta no crescimento dos contratados, com alto índice de efetivação em cargos de chefia. Nos últimos 10 anos, cerca de 6,4 mil profissionais foram contratados — 790 deles passaram a ocupar posições de liderança na empresa, o equivalente a 12,3%. O modelo tem duração de 10 a 15 meses. E, posteriormente, os participantes podem ser promovidos a auditores, consultores ou assessores, entrando no plano de carreira da empresa para se tornarem sócios.

Ele é destinado a universitários e profissionais formados a até dois anos, para atuar nas áreas de Auditoria, Consultoria, Impostos e Transações Corporativas. A seleção está em andamento desde janeiro e prosseguirá até outubro, quando as últimas admissões são realizadas. As datas de admissão e de cada etapa do processo variam conforme a área de atuação e a localidade escolhida.

Estudantes de Ciências Contábeis podem se candidatar a partir do segundo ano. Alunos de Administração de Empresas, Ciências Atuarias, Direito, Economia, Engenharia, Estatística, Física, cursos de TI, Matemática e Relações Internacionais podem se inscrever a partir do penúltimo ano de graduação. Também é desejável que os candidatos possuam nível intermediário em língua inglesa.

APRENDIZADO NA EMPRESA

O modelo, um dos primeiros do Brasil, veio dos Estados Unidos há três décadas. Só no Rio, foram 1.225 contratações nos últimos dez anos. Há quatro meses na área de Impostos na capital fluminense, Julia Filippo, de 25 anos, destaca o que tem aprendido.

“O interessante do programa é que convivemos com todas as seções da área escolhida, há uma rotação. A gente aprende aqui o que não aprende na faculdade, por meio de treinamentos online e presencial, tanto de atividades gerais quanto de tarefas específicas. É um ambiente em que há alegria, de profissionais com disponibilidade em ajudar. Eu fico cada vez mais tranquila para crescer”, afirma.

Essa também é uma percepção do mercado. No ano passado, a EY foi considerada a ‘empresa mais atraente do mundo em serviços profissionais para estudantes dos cursos de negócios’, de acordo com a pesquisa ‘World’s Most Attractive Employer 2016’, desenvolvida pela Universum, nos EUA.


Últimas de _legado_Empregos e Negócios