Petrobras diminui as perdas e Ibovespa opera no azul

Ação da estatal, que chegou a cair quase 10% na abertura do pregão, operava em queda de 5% por volta das 13h. Dólar recua, cotado a R$ 2,98

Por O Dia

O primeiro pregão depois da divulgação do balanço auditado da Petrobras é pautado pelo desempenho das ações da estatal, que chegaram a cair quase 10% logo após a abertura impactando o Ibovespa, que abriu no vermelho. Entretanto, o movimento vendedor dos

papéis arrefeceu e, por volta das 13h, Petrobras PN perdia 5,03%. No mesmo horário, o principal índice da Bolsa subia 0,66%, aos 54.979 pontos.

A Petrobras apresentou prejuízo de R$ 21,6 bilhões em 2014, reflexo das perdas contábeis - R$ 50,8 bilhões. A cifra não foi bem recebida pelo mercado, que avalia ainda o fato de a petroleira não pagar os dividendos relativos ao exercício do ano passado.

O balanço traz ainda um elevado endividamento, que atingiu R$ 351 bilhões no fim de 2014 - alta de 31% na comparação anual. Em teleconferência, os executivos da companhia buscaram acalmar os investidores e a diretora de exploração,Solange Guedes, admitiu pela primeira vez que desinvestimentos podem ser feitos também nos projetos do pré-sal.

O presidente da petroleira, Aldemir Bendine, prometeu ainda apresentar um novo plano de negócios em 30 dias e adiantou que o corte dos investimentos deve cair 37%, para US$ 25 bilhões.

"A companhia resolveu um problema que era a divulgação do balanço. Agora precisa resolver o problema de má gestão, elevado endividamento, venda de ativos, tentar mudar o modelo de partilha e o conteúdo nacional", avaliou a Corretora XP, em nota.

À frente dos ganhos do Ibovespa, as ações preferenciais da Usiminas subiam 7,15%. A siderúrgica apresentou prejuízo de R$ 235 milhões no primeiro trimestre de 2015. Entretanto, analistas avaliam como positivo o resultado no segmento de mineração. Os papéis preferenciais da Vale, por sua vez, também subiam (4,52%) na esteira do avanço na produção de minério de ferro e também da recuperação no preço da commody.

Nos Estados Unidos, as bolsas operavam em direções opostas. O Dow Jones subia 0,25% enquanto o Nasdaq recuava 0,01%.

No mercado de câmbio, o dólar caía 0,88%, cotado a R$ 2,982 na venda.

Últimas de _legado_Notícia