Pagodeiro foragido é preso ao chegar no julgamento

Evandro entrou pela porta da frente e disse aos jornalistas que provará que é inocente

Por O Dia

São Paulo - O pagodeiro Evandro Gomes Correia Filho, acusado pela morte da ex-mulher e pela tentativa de homicídio do próprio filho, foi preso no início desta quinta-feira, quando compareceu ao Fórum de Guarulhos, na Grande São Paulo. Ele era considerado foragido da polícia desde novembro de 2008, e sabia que seria preso caso comparecesse ao julgamento em que responde pelos crimes.

Evandro entrou pela porta da frente e disse aos jornalistas que provará que é inocente. Segundo ele, a ex-mulher Andréia Cristina Bezerra Nóbrega cometeu suicídio. Ele prestará depoimento na sessão nesta sexta-feira, no julgamento que entrou no segundo dia, e ficará preso até a publicação da sentença. O pagodeiro chegou ao fórum sem disfarces, diferente de outras vezes em que apareceu.

Evandro Gomes Correia Filho foi calouro do Programa Raul Gil%2C da TV BandeirantesReprodução Internet

O advogado de Evandro, Ademar Gomes, disse que o sumiço do réu foi uma estratégia da defesa, pos se o júri fosse adiado, o pagodeiro aguardaria novo julgamento na prisão. Gomes temeu pela vida de Evandro, já que o cliente é acusado de tentar matar o filho, e segundo ele devido a isso Evandro poderia morrer no presídio.

O promotor Rodrigo Merli acredita que o aparecimento de Evandro é a única maneira de a defesa tentar convencer os jurados, mas não acredita que Evandro irá comparecer ao júri. Para esta quinta-feira, além de Evandro, outras seis testemunhas de defesa deverão ser ouvidas, complementando os 11 depoimentos do primeiro dia.

Na quarta-feira, a acusação ouviu três irmãs de Andréia, uma psiquiatra infantil, a pediatra do garoto e o dono de um estacionamento próximo ao apartamento de Andréia em Guarulhos, que afirmou ter sido ameaçado por Evandro, além de Lucas, que foi o primeiro a depor. A defesa ouviu quatro testemunhas.

Evandro alega em sua defesa que Andréia se suicidou. Segundo o pagodeiro, a ex tinha ciúmes dele com sua nova mulher e queria reatar o relacionamento, mas ele recusou, dizendo que havia sido pai novamente. Sobre seu filho, não soube explicar como o garoto caiu. Quando morreu, Andréia tinha 31 anos. Ela e o filho do casal, então com 6 anos, caíram da janela do imóvel onde moravam.

Últimas de _legado_Brasil