França usa porta-aviões para destruir o Estado Islâmico

Navio, com 12 caças, aumenta poder de fogo contra jihadistas no território iraquiano

Por O Dia

Paris - A França iniciou nesta segunda-feira ataques aos jihadistas do Estado Islâmico em território iraquiano com caças Rafaele baseado no porta-aviões ‘Charles de Gaule’, o maior e mais bem equipado da Marinha francesa e também maior da Europa ocidental. O navio, equipado com 12 caças está navegando no Golfo de Bahrein, de onde os aviões têm autonomia para atingir as posições do inimigo em uma hora e meia de viagem.

O uso do ‘Charles de Gaule’ representa uma nova etapa do combate da coalização internacional do Estado Islâmico e confirma a decisão do presidente francês, François Hollande, de se engajar com força total na guerra aos terroristas. A mobilização do porta-aviões acontece pouco mais de um mês depois do massacre na redação do jornal ‘Charlie Hebdo”, por extremistas ligados ao grupo radical.

Com 261 metros de comprimento total%2C o porta-aviões ‘Charles de Gaulle’ é o maior da Europa Ocidental e é movido por propulsão nuclearReprodução

O porta-aviões francês tem 261 metros de comprimento, o equivalente a dois e meio campos de futebol, 64 de largura e torre de comando com altura de 75 metros. Além dos 12 Rafaeles, os principais aviões de guerra da França, ele tem a bordo 1.860 homens.

Movido a propulsão nuclear, o navio pode navegar a até 50 quilômetros por hora, o que permite mais agilidade para ações de ataque. E tem autonomia de 45 dias sem necessidade de nenhum abastecimento.
O ‘Charles de Gaulle’ partiu no dia 13 de a janeiro do Porto de Toulon, no Mar Mediterrâneo, no Sul da França. No Golfo do Bahrein, ele se une porta-aviões americano ‘Carl Vinson’, que já é usado nos ataques ao Estado Islâmico, dobrando a capacidade de ação da coalização.

Nesta segunda-feira, em mais uma ação para conter o poder do Estado Islâmico, o governo francês anunciou a cassação de passaportes de todos os suspeitos de ligações com o grupo radical,. O objetivo é impedir que jovens de origem árabe deixem a França para combater na Síria.

ATAQUES MATARAM 1,6 MIL

Relatório divulgado ontem pela ONG Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH) revela que pelo menos 1,6 mil pessoas foram mortas na Síria desde o início dos ataques da coalização internacional a bases do Estado Islâmico, há cinco meses. Segundo a organização, a grande maioria era do grupo, mas 62 eram civis.

AS CARACTERÍSTICAS DO NAVIO

Comprimento — 261 metros

Largura — 64 metros

Guarnição — 1.860 militares e 12 caças Rafaele

Eficiência — Capacidade de uma decolagem de um avião a cada 30 segundos

Propulsão — Nuclear e energia gerada por usina própria

Velocidade máxima — 50 quilômetros por hora

Autonomia de viagem — Até 45 dias sem nenhum tipo de reabastecimento

Últimas de _legado_Mundo e Ciência