Nova Iguaçu comemora 182 anos

Data será festejada com missa e inaugurações.

Por O Dia

De Vila Maxambomba — coração econômico do Brasil imperial — a um dos centros comerciais mais fortes do Estado do Rio. Com cerca de 800 mil habitantes, Nova Iguaçu completa quinta-feira 182 anos de história. Apelidada como ‘Cidade Perfume’, pelo antigo aroma dos laranjais, hoje é reconhecida no mercado da beleza, por conta de diversas indústrias do setor de cosméticos instaladas no município.

Cidade ganhará oito clínicas da família%2C uma faixa na Via Light%2C além de três viadutos. Bornier decidiu não fazer shows%3A “Momento não é para gastar”Alziro Xavier / Divulgação

Para celebrar o aniversário, uma extensa programação foi preparada. Os festejos começam já na quarta com um exposição fotográfica que vai lembrar a história do município, na Casa de Cultura (Rua Getúlio Vargas 51, Centro). Na quarta, uma missa solene de ação de graças será celebrada, às 10h, na Catedral de Santo Antônio (Avenida Marechal Floriano Peixoto 2262, Centro). Às 11h, será inaugurada, em Papelândia, a Escola Municipal Professora Lúcia Helena de Lima. A nova unidade tem capacidade para 440 alunos.

Às 14h, outra inauguração: do primeiro Centro Olímpico de Natação (Avenida Roberto Silveira, ao lado da Universidade Federal Rural). A nova unidade esportiva vai oferecer atividades gratuitas como futebol de campo, basquete, vôlei de areia e capoeira desde bebês até a terceira idade.

Às 15h, será a vez de 252 famílias do bairro Botafogo receberem títulos de propriedade de suas moradias. As atividades serão encerradas no domingo com a realização da tradicional corrida e caminhada de aniversário, na Via Light.

Além dessas inaugurações, o prefeito Nelson Bornier anunciou mais presentes para a população. “Vamos abrir mais oito clínicas da família e dar início ao grande plano de mobilidade urbana com a criação de mais uma faixa na Via Light, além da construção de três viadutos, um em Austin, outro em Comendador Soares e um no Centro para desafogar o trânsito. Também vamos revitalizar a parte central do comércio”, disse.
Bornier ressaltou ainda que o aniversário não será comemorado com shows porque “o momento não é para gastar e sim economizar”.

Segundo ele, “2015 será um ano de dificuldades e por isso é necessário poupar para investir em áreas prioritárias como saúde e educação”.

Últimas de _legado_O Dia na Baixada