Mulher é presa por crime ambiental após ser flagrada com 100 aves silvestres

Suspeita receberia R$ 10 por cada pássaro que chegasse vivo no destino

Por O Dia

Rio - Uma mulher foi presa pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), por crime ambiental, após ser flagrada transportando 100 aves silvestres em condições precárias. O flagrante aconteceu na rodovia Presidente Dutra (BR-116), em Piraí, na Região Sul Fluminense, na manhã de terça-feira, durante abordagem a um ônibus interestadual. A ação faz parte da operação Égide, que reforça o policiamento no estado.

Equipes do Grupo de Operações com Cães (GOC) da PRF faziam uma blitz na altura do km 227, quando pararam um ônibus que fazia o itinerário Goiânia - Rio de Janeiro. Dentro do coletivo, eles suspeitaram de uma mulher, a qual tentava esconder sacolas e mochilas embaixo de um lençol. Havia 100 pássaros da espécie "canário da terra", de fauna silvestre, transportados ilegalmente e de forma precária.

A suspeita acabou confessando que receberia R$ 10 por cada pássaro que chegasse vivo no destino. Ela contou ainda ter buscado as aves em Palmeiras, interior de Goiás. A entrega seria feita no Rio de Janeiro, no bairro de Vicente de Carvalho, na Zona Norte. Os pássaros seriam vendidos em feiras clandestinas.

O caso foi registrado na 94ª DP (Piraí).

Últimas de Rio De Janeiro