Evolução na base da conversa e do trabalho

Na expectativa de voltar ao time titular, Wellington exalta a melhora da defesa

Por O Dia

Após cumprir suspensão automática contra o Corinthians, o meia Wellington vive a expectativa de voltar ao time titular do Vasco contra o Sport Recife, segunda-feira, na Ilha do Retiro. Independentemente da escolha do técnico Zé Ricardo Jean, Bruno Paulista e Escudero também brigam por um lugar na equipe , ele celebra o bom desempenho da defesa nas últimas rodadas do Campeonato Brasileiro, que, em três jogos, sofreu apenas um gol, marcado por Jô de forma irregular, usando o braço. E revela a razão das boas atuações: trabalho e cobrança.

"É muito trabalho. Posicionamento, correção tática, calma... Uma série de fatores. Concentração é muito exigida no sistema defensivo. Cada um está se esforçando. Aumentamos a cobrança, o que é muito importante", disse Wellington, ciente de que a defesa do Vasco já foi a mais vazada do Campeonato Brasileiro: "Antes a gente sofria muitos passes por dentro, entre linhas. Hoje diminuiu 90%. Tem sempre um jogador na frente e outro na diagonal. O adversário até chega, mas com cruzamento. Sem tabelar por dentro, sem finalizar de frente para o Martín Silva. Isso nos facilitou para ter a bola e conseguir jogar mais."

EMPENHO E CONFIANÇA

Sobre recuperar ou não a condição de titular, Wellington não se preocupa. Mas, confiante, promete muito empenho durante os treinos, em São Januário, para ter nova oportunidade com o técnico Zé Ricardo.

"Sai na frente quem se dedica mais que o companheiro. Acredito muito no trabalho. Jogador não tem que estar só focado em pegar a bola e passar bem. Hoje o nível cresceu muito nas partes técnica, tática e física", avaliou Wellington, que, se realmente enfrentar o Sport Recife, fará de tudo para levar o Vasco ao G-6 do Brasileiro o time atualmente ocupa o nono lugar na tabela de classificação.

Comentários

Últimas de Esporte