Anúncio de emprego que exige 'babá magra para caber no carro' gera polêmica

Publicação no Facebook foi alvo de críticas

Por O Dia

Fortaleza - Uma mulher de Fortaleza, no Ceará, causou a revolta de vários internautas nesta quarta-feira, após o anunciar uma vaga de emprego no Facebook que exigia uma "babá magra para caber no carro". A publicação especifica que o trabalho é para cuidar de uma criança de três anos e um bebê de três meses, com um salário de R$ 1 mil por 15 dias de trabalho consecutivos seguidos de 15 dias de folga.

Polêmica vaga de emprego no Facebook foi alvo de críticas de internautasReprodução Facebook

No anúncio, a mulher também especifica que a candidata ao trabalho não pode ter filhos menores de cinco anos e nem "problemas familiares" que possam obrigar a faltar ao serviço. O anúncio também exige que a babá não tenha "vícios em celular", que não será permitido durante o horário de trabalho.

Nos comentários, diversos internautas mostraram indignação com o teor da publicação, criticando as condições relacionadas à aparência da futura babá, além do salário, considerado por muitos "baixo".

"O problema 1 é a vaga, o 2 é a gordofobia e o problema 3 é a negligência aos filhos", criticou uma mulher no Twitter. "É vaga pra babá ou panicat?" ironizou outra. "Este casal quer uma babá ou um robô? Porque ser magra, é o menor dos problemas para se adequar a esta vaga", escreveu outra internauta.

Infração à CLT

Apesar de não deixar claro se a contratada será registrada, a publicação da vaga infringe o artigo 373 da Consolidação das Leis de Trabalho (CLT), que proíbe a oferta de trabalho na qual haja referência ao sexo, cor, idade ou situação familiar do candidato.

Últimas de Brasil