Fred completa seis anos de Flu e quer marcar novamente contra o Botafogo

Atacante enfrenta adversário carioca que já levou 13 gols seus

Por O Dia

Rio - No dia 5 de março de 2009, Fred desembarcava nas Laranjeiras, após uma passagem de altos e baixos no Lyon, para iniciar um trajetória bastante vitoriosa pelo Tricolor das Laranjeiras. Em seis anos, foram 231 jogos, 144 gols, dois títulos do Brasileirão e um título Estadual. Nesta quinta-feira, o craque concedeu uma entrevista coletiva no clube carioca para falar do casamento com a torcida tricolor, sobre a temporada de 2015, e disse que espera voltar contra a sua maior vítima, o Botafogo, rival que já levou 13 gols do artilheiro.

"É realmente um casamento. Momentos bons, outros de dificuldades. Não abandona em momento algum. Espero viver os próximos anos com tanta intensidade quando estes seis. Com carinho e respeito", disse.

Fred completou seis anos de FluminenseUanderson Fernandes

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Fluminense

Para o jogo de domingo, o atacante vê o Botafogo como um adversário bastante qualificado. "A liderança do Botafogo surpreendente pelo que aconteceu no ano passado, mas estão mostrando que são mercedores. Estão mostrando um futebol ofensivo e levando poucos gols. Provaram que viraram a página do ano passado. Estamos alertas. Queremos vencer, tomara que eu marque porque estou precisando desse golzinho", afirmou.

IMPORTÂNCIA DO FLU

Tenho certeza que o Flu mudou meu patamar, apesar de já ter disputado uma Copa. Não vinha jogando, e o Flu me deu condição, uma visibilidade muito grande. Torcida me abraçou de uma forma carinhosa. Foi naturalmente para os dois lados. Como capitão, assumi até alguns papéis desnecessários, com algum desgaste. Mas os dois lados foi bom: 90% eu sou grato, e 10% o Flu a mim.

RELAÇÃO COM A TORCIDA

Em alguns momentos eu tive que ir para cima. Outros momentos os torcedores se sentiram no direito de vir para cima. Coisas que acontecem em todos os clubes. Sou completamente contra qualquer tipo de violencia. Em todo momento eu consegui enxergar que houve uma certa politicagem. Mas hoje recuperei e é uma relação boa.

MUDANÇAS

Estamos buscando oscilar o menos possível para buscar um equilíbrio, para termos uma equipe organizada para atacar e defender. Processo natural, já era esperado. A gente fica nessa batalha dia a após dia para evoluir o quanto antes.

GERSON

Ele já mostrou na seleção e em alguns treinos no ano passado e mais ainda esse ano que ele é um diamante 100% lapidado. Está pronto para ser um dos principais jogadores do Fluminense. Tem muita personalidade. Por incrível que pareça, orienta bastante. Tecnicamente é muito acima da média. É competitivo e sabe ouvir também. Vai fazer a diferença para o Fluminense.

SITUAÇÃO DO CRISTÓVÃO

Estou com o Cristóvão até o final, assim como todo grupo. Uma vitória no domingo acalma os ânimos de quem pode pensar alguma coisa negativa. Ele tem muita competência e foi corajoso de assumir o Fluminense com todas essas mudanças que tiveram para este ano. O grupo está com ele e temos que sair desta situação. Nós jogadores temos que assumir responsabilidade.

BRIGA PELA ARTILHARIA

É Especial o jogo porque é clássico. Sempre bom fazer gol em jogo assim. Ciente de que nesta partida a maior importância é a vitória, mesmo que por 1 a 0, com gol de quem quer que seja. Treinamos bem, houve uma evolução grande e estamos muito confiantes.

MUDANÇA PARCEIRO DE ATAQUE

Com o número de jogos que disputamos, acaba sendo normal. Pelo processo de reformulação, acaba sendo natural esses testes, oportunidades aos jogadores. Cada um vai mostrando seu valor e se firmando. Todos que entraram fizeram coisas boas. Futebol é momento. Um pode estar melhor agora, e depois outro.