Inadimplência das empresas cresce 7,9% no 1º tri

Segundo a Boa Vista, o indicador deverá encerrar o ano acima do patamar de 2014; Em março, a busca por crédito também subiu 18,1%

Por O Dia

A inadimplência das empresas aumentou 7,9% no primeiro trimestre de 2015, em comparação com o mesmo período de 2014, de acordo com dados da Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito). Divulgado pela primeira vez ontem, o indicador é calculado a partir do número acumulado de cheques devolvidos, títulos protestados e registros de débitos vencidos e não pagos das empresas a cada três meses.

O detalhamento da pesquisa aponta que no período acumulado dos últimos quatro trimestres, a inadimplência cresceu de forma mais amena, com elevação de 5,7%. Já na avaliação do primeiro trimestre de 2015 contra o último trimestre do ano passado, o aumento foi ainda menor, somando 3,1%.

Segundo o economista da Boa Vista SCPC, Flavio Calife, após dois anos de relativa estabilidade, a inadimplência das empresas enfrenta um novo período de aceleração. “Principalmente pelo cenário de forte incerteza econômica com retração industrial, perspectiva de estabilidade do comércio, forte desaceleração do crédito e níveis altos de inflação”, afirma.

De acordo com a institução, apesar da tendência de longo prazo ainda não apresentar variações significativas como em outros períodos, o número é um alerta para os empresários. “A expectativa da empresa é de que, ao longo de 2015, o fluxo de empresas inadimplentes continue com tendência de alta e encerre o ano acima do patamar observado em 2014”, ratificou a Boa Vista em nota.

Demanda das empresas por crédito cresce 18,1% em março

Em março, a busca das empresas por crédito apresentou forte aumento de 18,1%, na comparalção com o mesmo mês do ano passado. Já na comparação com fevereiro, a demanda exibiu alta de 6,7%, segundo a Serasa Experian.

No primeiro trimestre do ano, a procura das empresas por crédito avançou 9,7% em relação ao primeiro trimestre do ano passado.De acordo com os economistas da Serasa Experian, a alta da demanda por crédito em março foi impactada principalmente pelo feriado do carnaval.

Todos os setores econômicos registraram elevação na demanda por crédito em março. A maior alta ocorreu no setor de serviços, com crescimento de 8,5% frente a fevereiro. No comércio a elevação foi de 5,7% ao passo que no setor industrial o crescimento no mesmo período foi de 3,7%.

A análise por região mostrou que a demanda em março contra fevereiro desse ano, teve maior crescimento na região Centro-Oeste, com expansão de 12,4%, seguida pelas altas de 8,6% e de 6,4% ocorridas no Sul e no Nordeste, respectivamente. No Norte e no Sudeste, as expansões mensais em março contra fevereiro foram de idênticos 4,8%.

Últimas de _legado_Notícia