Jovem morre após sofrer coma alcoólico em festa universitária em SP

Outros três universitários estão internados em estado grave. Evento teve competição com vodca

Por O Dia

São Paulo - Um jovem de 23 anos morreu após ingestão excessiva de álcool em uma festa universitária, em Bauru, no Centro-oeste paulista. Humberto Moura Fonseca participava de uma competição para ver quem conseguia beber mais. Outros três jovens — incluindo duas mulheres — estão em estado grave.

No último sábado, dois organizadores da festa universitária haviam sido presos, porém neste domingo a Justiça concedeu liberdade provisória para ambos já que eles não têm antecedentes criminais e possuem residência fixa. De acordo com a polícia, eles foram presos por não obter um alvará autorizando a realização do evento, que era promovida por várias repúblicas de estudantes da cidade.

Amigos lamentam morte de jovem por coma alcoólico em festa universitária

Humberto Moura Fonseca estava no 4º ano de engenharia elétrica na UnespReprodução Facebook

Em um vídeo divulgado na Internet, mostra vários jovens sentados em uma mesa no meio da festa, com copos plásticos que eram abastecidos com vodca. Durante as imagens um rapaz relata a regra da disputa "é um shot por minuto". Na ocasião, eles deveriam tomar uma dose a cada 60 segundos.

No vídeo escuta-se outras pessoas incentivando Fonseca, que tinha o apelido de Lombada. Após tomas mais uma dose, o universitário levanta os braços e comemora. No jogo, denominado de "maratoma", vence quem beber mais sem passar mal.

Segundo o delegado do caso, testemunhas disseram que o jovem teria bebido mais de 30 doses de vodca. O evento começou na tarde do último sábado e reuniu mais de duas mil pessoas. O folder promocional da festa informava que o evento era "open bar", com distribuição de bebidas como cerveja, vodca e pinga já incluída no valo do convite, que variava entre R$ 28 e R$ 42.

Universitários fazem competição com bebidaReprodução / TV TEM

Ainda de acordo com o delegado, quando passou mal Fonseca foi socorrido pelos colegas, mas chegou ao pronto-socorro sem vida. A Polícia Civil investiga se o jovem não teria ingerido outra substância além do álcool.

Humberto Moura Fonseca era mineiro e estava no 4º ano de engenharia elétrica na Universidade Estadual Julio de Mesquita (Unesp). A faculdade lamentou o ocorrido e destacou que o evento ocorreu fora de suas dependências. O corpo do jovem foi levado para Passos (MG) sepultado por volta das 19h deste domingo.

Estudantes internados

Além de Fonseca, outras cinco pessoas precisaram ser levadas para o pronto-socorro no último sábado. Duas foram liberadas, mas três continuam internadas em estado grave. A universitária Gabriela Alves Correa, de 23 anos, está na UTI do Hospital Estadual.

A estudante de engenharia de produção da Unesp, Juliana Tibúrcio Gomes, de 19 anos, foi levada inicialmente para a UTI do Hospital do Base e depois transferida para o Hospital da Unimed, devido à gravidade do caso, informou a Secretaria de Saúde.

Já o Matheus Pierri, estudante de engenharia elétrica, estava inconsciente, mas não chegou a ser entubado. Ele também foi transferido para o Hospital da Unimed.

A festa

De acordo com a polícia, o local contava com apenas uma ambulância que não era equipada com Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Em depoimento, os responsáveis pelao evento negaram que havia competições de bebida entre os participantes, mas os agentes tiveram acesso a um documento que mostra que as disputas foram planejadas e divulgadas pelos universitários meses antes da festa.

Últimas de _legado_Brasil