Policiais encontram celulares presos em gato que tentava entrar em presídio

Ao todo o animal estava com quatro celulares, sete chips e quatro carregadores presos por fita adesiva no corpo

Por O Dia

Paraíba - Agentes penitenciários do Presídio Padrão Romero Nóbrega de Patos, a 317 km de João Pessoa (PB), tiveram uma grande surpresa no final da noite deste domingo. Os funcionários capturaram um gato que ficou preso às grades da penitenciária, e viram que o animal carregava celulares, baterias e carregadores de telefone móvel.

Material estava preso no gato com fitas adesivas e esparadraposDivulgação

De acordo com o chefe de segurança e disciplina do presídio, todo o material estava preso ao gato através de fitas adesivas e esparadrapos. Segundo os agentes, o animal ficou preso nas grades por causa do material que carregava. Ao todo ele estava com quatro celulares, sete chips e quatro carregadores presos ao corpo.

Os funcionários chegaram a fazer um rastreamento no presídio, mas não conseguiram prender os responsáveis pelo crime e ainda não conseguiram identificar o detento que seria beneficiado com o material. O chefe de segurança informou ainda que essa é a primeira vez que um animal é usado para burlar a segurança em uma unidade prisional local.

O gato será levado para o Centro de Zoonoses de Patos, em João Pessoa.

Últimas de _legado_Brasil