Polícia investiga morte de radialista durante programa

Dupla anunciou assalto para executar homem em seguida

Por O Dia

Ceará - A polícia investiga o assassinato de um radialista durante a apresentação de um programa ao vivo na tarde desta quinta-feira, em Camocin, a 347 km de Fortaleza, no Ceará. Gleydson Carvalho foi surpreendido por dois homens armados quando falava no programa Revista Regional, na Rádio Liberdade FM.

Radialista Gleydson Carvalho foi morto com três tiros enquanto trabalhava Reprodução Facebook

Segundo testemunhas, os homens renderam a recepcionista da Rádio por volta das 12h40 e anunciaram um assalto. Em seguida, um deles se dirigiu ao estúdio onde Gleydson estava, deu ordens ao operador de áudio para que ficasse embaixo da mesa e disparou três vezes contra o radialista.

Gleydson foi atingido com um tiro na cabeça e outros dois no peito.

A dupla fugiu em uma moto Broz branca, segundo a polícia. Gleydson chegou a ser encaminhado para um hospital, mas não resistiu.

O delegado responsável pelo caso, Herbet Ponte, não descarta a possibilidade de execução, já que o radialista costumava fazer denúncias em seu programa.

Um amigo de Gleydson, também radialista, contou ao "Diário do Nordeste" que ele chegou a receber ameaças ao vivo.

"Ele me falava das constantes ameaças de morte, mas dizia não ter medo. As maiores ameaças seriam por perseguições políticas", disse Autran Santos à publicação, completando que Gleydson dizia ter inimigos por causa de suas denúncias.

A Associação Cearense de Emissoprar de Rádio e Televisão (Acert) lamentou o ocorrido e vai encaminhar o caso para a Associação Brasileira de Comunicação Empresarial (Aberje).


Últimas de _legado_Brasil