Ministro da Fazenda segura 13º do INSS

Arrecadação em queda atrapalha antecipação da 1ª parcela este mês

Por O Dia

Rio - Representantes dos aposentados do INSS saíram preocupados de reunião ontem com o ministro da Previdência Social, Carlos Gabas, sobre a antecipação de metade do décimo terceiro na folha deste mês. Segundo João Batista Inocentinni, do Sindicato Nacional da categoria, ligado à Força Sindical, ainda não houve o sinal verde do Ministério da Fazenda para pagar 50% do abono em agosto a mais de 30 milhões de segurados, como ocorre desde 2006. O sindicalista informou que o decreto para liberar foi enviado à pasta do ministro Joaquim Levy há um mês e até agora não teve retorno.

Ministro Joaquim LevyCâmara dos Deputados

“Estamos apreensivos com a demora do governo em publicar o decreto para liberar o pagamento da primeira parcela do 13º. O ministro Gabas também demonstrou muita preocupação. O Ministério da Fazenda alega que o cenário de queda de arrecadação está atrapalhando a antecipação”, afirmou o representante do sindicato.

Questionado pelo DIA, o Ministério da Previdência informou que apesar da demora na publicação do decreto, que deve ser assinado conjuntamente com a Fazenda, há tempo hábil para a Dataprev rodar a folha de pagamento com a inclusão dos recursos da primeira parcela ainda este mês.

“O governo está tentando encontrar uma alternativa para garantir a antecipação do décimo terceiro ainda na folha de agosto”, afirmou o ministro Gabas.

A antecipação do décimo terceiro dos aposentados é feita há nove anos. A iniciativa resultou de acordo firmado no primeiro mandato do governo Lula e as entidades representativas da categoria em todo o país. E que a presidenta Dilma também vem cumprindo.

Últimas de _legado_Economia