Morte de Robin Williams é oficialmente declarada como suicídio

'Os exames toxicológicos revelaram a ausência de álcool e de drogas ilícitas', relataram as autoridades do condado de Marin

Por O Dia

EUA - A morte do ator Robin Williams foi declarada oficialmente como "suicídio" nesta sexta-feira pelas autoridades do condado de Marin, no estado da Califórnia, nos Estados Unidos, onde o artista vivia e foi encontrado morto no dia 11 de agosto.

O escritório do xerife do condado de Marin informou em comunicado que Williams, de 63 anos, morreu como resultado de "asfixia por enforcamento" em sua residência em Tiburón, na região da baía de San Francisco.

Robin Williams foi encontrado morto em um dos quartos de sua casa no dia 11 de agostoDivulgação

"Os exames toxicológicos revelaram a ausência de álcool e de drogas ilícitas. Foram detectados resíduos de medicamentos em concentrações terapêuticas", disse o comunicado do escritório do xerife do condado de Marin.

Williams, ganhador de um Oscar pelo filme "Gênio Indomável" (1997), tinha sido diagnosticado com o mal de Parkinson e sofria de depressão, conforme revelou sua esposa, Susan Schneider, pouco após sua morte.

Pai de três filhos, o ator reconheceu em várias ocasiões seus problemas com álcool e drogas. Sua esposa foi a última pessoa a vê-lo com vida na noite anterior a sua morte.

Segundo o relato policial, uma assistente pessoal de Williams encontrou seu corpo em um dos quartos de sua casa.

Últimas de _legado_Mundo e Ciência