Polícia de Nova York mata homem que esfaqueou uma pessoa em sinagoga

De acordo com testemunhas, o agressor foi ouvido dizendo repetidamente: 'matem os judeus'

Por O Dia

EUA - A polícia de Nova York atirou e matou, na madrugada desta terça-feira, um homem que havia dado uma facada na cabeça de um israelense que estudava para ser rabino em uma sinagoga do Brooklyn, disseram a polícia e a sinagoga.

A polícia foi até a sede do movimento Chabad-Lubavitch por volta de 1h40 da madrugada (4h40 no horário de Brasília) e encontrou o suspeito de 49 anos com uma faca na mão, disse o Departamento de Polícia de Nova York em comunicado.

Faca coberta de sangue recuperada da cena de um ataque em uma sinagoga no Brooklyn%2C em Nova York. Reuters

"De acordo com testemunhas, (o agressor) foi ouvido dizendo repetidamente: 'matem os judeus'", disse o rabino Motti Seligson, do Chabad-Lubavitch, em nota.

Quando a polícia o abordou, o homem atendeu ao pedido para largar a faca, mas a pegou de novo e começou a avançar na direção deles. Um policial atirou uma vez, acertando no tronco. O homem foi levado ao hospital, onde foi declarado morto.

O Chabad-Lubavitch identificou a vítima como Levi Rosenblat, de 22 anos, que estava estudando na sinagoga quando foi atacado. Ele levou uma facada no lado esquerdo da cabeça e estava em condição estável no mesmo hospital onde o agressor morreu, segundo a polícia.

Últimas de _legado_Mundo e Ciência