Daniele Guerreiro: Lei contra a covardia

Para os apaixonados por animais e seus donos, as boas notícias costumam se limitar ao relacionamento com bichinhos

Por O Dia

Rio - Para os apaixonados por animais e seus donos, as boas notícias costumam se limitar ao relacionamento com os bichinhos. São nesses momentos compartilhados com seres ditos irracionais que surgem sempre surpreendentes demonstrações de amizade, carinho, fidelidade e entrosamento. Um bálsamo que cura as feridas do dia a dia vivido fora dessa bolha de amor.

Do lado de fora, a situação é bem diferente, para humanos e animais. Estes então, indefesos, sofrem maus-tratos, são abandonados nas ruas e maltratados nos próprios lares, como naquele revoltante episódio, amplamente divulgado pela imprensa, em que um indivíduo sem coração maltratava os bichinhos de estimação de sua então noiva.

É por isso que recebo com enorme felicidade a notícia de que o Congresso aprovou o Projeto de Lei 2.833/11, do deputado Ricardo Trípoli (PSDB-SP), que criminaliza condutas contra a vida, a saúde ou a integridade de cães e gatos. Além dos argumentos óbvios contra esses atos de covardia e desumanidade, o deputado apresentou estatísticas demonstrando que quem maltrata animais tende a maltratar idosos, crianças e mulheres. Ou seja, são covardes e ponto final.

Como secretária municipal em Mesquita, criei o projeto O Melhor Amigo do Homem, que recolhe animais de rua e, depois de limpeza e tratamento adequados, tenta arranjar lares para eles. Hoje, como deputada estadual, presido comissão especial para acompanhar as políticas públicas de proteção aos animais no estado. Essa causa sempre terá meu total apoio e empenho. Quem tem um animal sabe o valor de uma verdadeira amizade e o respeito e carinho que eles merecem.

Daniele Guerreiro é deputada estadual pelo PMDB

Últimas de _legado_Opinião