Direito à cidade

Ando incomodada com a falta de civilidade e de educação em alguns eventos de rua

Por O Dia

Rio - Defendo o uso do espaço público como ninguém, mas ando incomodada com a falta de civilidade e de educação em alguns eventos de rua, que têm deixado muito lixo no local. Como exemplo, cito o entorno da pracinha da General Glicério, aos sábados, onde a barraca de tapioca usa a calçada para vender seu produto, mas deixa uma imundície pelo chão. Na Praça São Salvador – local que virou palco de várias ações –, é frequente a montanha de garrafas e de latas de cerveja. O direito à cidade é de todos, mas o dever de cuidá-la também.

TERRAS DE SANTA CRUZ

Tem Rolé Carioca no domingo, e Santa Cruz, bairro muito frequentado pela família real e palco do romance de D. Pedro I e Domitila de Castro, a Marquesa de Santos é o roteiro da vez. Serão dois pontos de encontro: às 8h30, na Central do Brasil, e às 9h, em frente à estação de trem de Santa Cruz. O roteiro traçado pelos professores Rodrigo Rainha e William Martins vai levar a pontos históricos como as Ruínas do Matadouro e o Palacete da Princesa Isabel (foto).

Palacete da Princesa IsabelDivulgação

SHAKESPEARE NO MORRO

Foi aniversário de 450 anos de William Shakespeare em 2014 e o Nós do Morro promoveu em suas oficinas uma profunda pesquisa dos textos do autor inglês. O resultado será apresentado agora na 16ª edição da Mostra Nós do Morro 2015, de 3 de julho a 15 de agosto, no Teatro do Vidigal e na Vila Olímpica, com programação gratuita. Destaque para ‘Romeu e Julieta’, ‘Era uma vez a tempestade – Um Shakespeare para todas as idades’ e ‘Domando a megera’, que estreia antes no Teatro Sérgio Porto, no próximo dia 10.

O Nós do Morro promoveu em suas oficinas uma profunda pesquisa dos textos do autor inglês.Rany Carneiro / Divulvação

OLHOS DE CAYMMI

‘Aos Olhos de Caymmi - Exposição de Canções Ilustradas’ vai mostrar a faceta de ilustrador do compositor baiano Dorival Caymmi. A abertura é sábado no Instituto Tom Jobim, no Jardim Botânico. O público poderá conhecer dez ilustrações feitas a partir de canções de sua autoria. Haverá também fotos de arquivo da família, áudios e vídeos sobre a vida do compositor. Com curadoria de Rose Lima, vai até o dia 30 de agosto.

ARTE CLOWN

Abertas as inscrições para a Oficina de Jogo Cômico com o holandês Goos Meeuwsen, um mestre da arte clown no mundo. Formado na Escola Nacional de Circo de Montreal, dará aulas nos dias 9, 10, 13, 14, 15 e 16 de julho, no Espaço Atmosfera da Fundição Progresso, como parte do projeto de comemoração dos dez anos do Circo Dux. Para se inscrever, basta enviar e-mail com currículo e carta de intenção para duxprod@gmail.com.

O CLUBE DO SAMBA COMEÇA uma nova roda, sob o comando do grupo Samba da Arruda, dia 3, às 19h, no Restaurante Senador, parceiro do projeto. A estreia será uma homenagem especial a João Nogueira, com sucessos como ‘Poder da Criação’, ‘Súplica’ e ‘Um ser de Luz’, entre outros.

CONFETES

Para relembrar: nesta sexta-feira à noite tem o Baile do Almeidinha no Circo Voador. Preços populares (R$ 10) entre 21h e 22h, com gravação do seu primeiro disco. Vai ser um bailão, com presença de Marcelo D2.

Domingo tem a Roda do Boi, samba irreverente do bloco Boi Tolo. Começa às 15h, na Esquina da Rua do Mercado com Rua do Ouvidor. Com reverências aos sambistas de ontem e de hoje e, no final, “evoés” a Momo e Baco. Ou seja, vai virar Carnaval.

A Orquestra Violões do Forte de Copacabana recebe os jovens músicos da Orquestra Maré do Amanhã para concerto especial pela paz no Rio. Sábado, às 18h, no Forte de Copacabana. No repertório, músicas de Milton Nascimento e Edu Lobo e composições autorais das crianças.

O Grupo Off-Sina realiza o ‘Palhaço na Praça’, ocupação cultural no Largo do Machado com apresentações gratuitas. Sábado tem ‘Trecos e Trecos’, de Junio Santos, às 16h, e domingo, ‘Picadeiro a céu aberto’, com alunos da Eslipa (Escola Livre de Palhaços), às 18h.

Dia 10 tem Arraiá da Liga de Blocos e Bandas da Zona Portuária no Largo de São Francisco da Prainha, a partir das 19h, com forró do grupo Pé de Serra. Todo mundo vestido a caráter, por favor.

Coluna de Rita Fernandes

Últimas de Rio De Janeiro