As Caras do Rio: Vende Chokito, Magalhanze!

Welington Roger Marcelino vende bala e Serenata de Amor até hoje pela cidade toda

Por O Dia

Se você curtia funk nos anos 90 provavelmente se lembra do autor das palavras loucas ‘Tchurunanublaze Maroulive’. Assim começava o Rap do Trabalhador, composto por uma figura que virou patrimônio cultural de Magalhães Bastos e por isso mesmo se chama MC Magalhães. Como cantava no seu hit, Welington Roger Marcelino “vende bala, Chokito, Serenata de Amor magalhanze” até hoje pela cidade toda e é reconhecido por onde passa enquanto espalha seu outro refrão de sucesso: “Coca, Sprite, Seven Up é um real, ooooooooi”.

MC Magalhães fez sucesso na década de 90João Laet / Agência O Dia

A bordo de sua bicicleta, Welington, 42, roda todo dia por Realengo, Bangu, Santa Cruz, Guaratiba e Barra vendendo guloseimas e entra de graça em qualquer casa de festa da Zona Oeste. Por onde passa, causa rebuliço. É buzina, grito, acenos, que retribui com sorriso. Há sete anos, estava fora dos palcos. O retorno triunfal aconteceu no dia 10, no Provisório Club, Ilha do Governador, quando encantou o povo no ‘Baile do Magalhães’. Como o boato de que ele morreu já se espalhou várias vezes, cada retorno, como este, é uma festa.

Maga agora está na crista da onde porque é estrela do documentário ‘MC Magalhães: uma lenda viva do funk’, do cineasta Marcelo Gularte. “Você já viu o filme?”, pergunta ele logo que me vê. “Não?! Mas tá um estouro!”, grita. Também está sendo estudado por dissertação de mestrado de aluna da Uerj e vai ser personagem do livro ‘Song Book do Funk’.

MC Magalhães tem história de vida dura, mas não perde o balanço. Aos nove meses de idade, sofreu com meningite que prejudicou seu raciocínio, sem abalar seu bom humor. Agarra-se à música, paixão desde sempre, e ao trabalho. “O que mais gosto de fazer no tempo livre? Trabalhar, ué. Varro o quintal, lavo a louça”, conta. Tudo que ganha nas ruas dá para sua mãe. Dona Vera, aliás, diz que a família luta na Justiça contra a Furacão 2000 por direitos autorais nunca pagos há 11 anos.

Perguntado sobre o assunto, Maga ri. “Já fiz tudo que queria, realizo todos os meus sonhos”, comemora ele, que agora é requisitado em ampla campanha na Internet para cantar no encerramento da Copa das Confederações.

1 - FALA MAIS SOBRE O FILME?

Sim, é um curta-metragem de 15 minutos de duração que conta com a presença de várias personalidades do funk, como MC Marcinho.

2 - QUEM MAIS ESTÁ LÁ?

O MC Bob Run, autor do ‘Rap do Silva’, o MC Leonardo, da dupla Junior e Leonardo, o cenógrafo da Rede Globo Clécio Régis e o diretor teatral Marcus Faustini.

3 - QUANDO VAMOS VER NAS TELINHAS?

Já houve pré-lançamento, mas a estreia oficial ainda não tem data. O cineasta Marcelo Gularte está em busca de patrocínio.

4 - QUANTAS PESSOAS MORAM EM MAGALHÃES BASTOS?

São cerca de 25 mil em quase 9 mil casas. Faz divisa com os bairros de Realengo, Vila Militar e Jardim Sulacap.

5 - QUANDO O BAIRRO FOI CRIADO?

Remonta à desapropriação da Fazenda Sapobemba em meados de 1907, no governo do presidente da República Afonso Pena.

Últimas de _legado_Rio