Desocupação na Zona Oeste e medo em Madureira deixam quase 8 mil sem aula

Unidades do município e do estado ficaram fechadas na manhã desta terça-feira nas duas regiões do Rio

Por O Dia

Rio - Quase 8 mil alunos, tanto da rede municipal quanto da rede estadual, ficaram sem aulas na manhã desta terça-feira na Cidade de Deus e em Madureira, nas zonas Oeste e Norte do Rio, respectivamente. Na Cidade de Deus, oficiais de Justiça cumprem um mandado de reintegração de posse com o apoio da PM, enquanto em Madureira o medo de novos atos violentos após a morte do menino Ryan, de 4 anos, fechou as unidades. 

De acordo com a Secretaria Municipal de Educação, cinco escolas, três creches e dois Espaços de Desenvolvimento Infantil (EDIs) estão sem atendimento no turno desta manhã na região de Madureira, totalizando 1.601 alunos sem aulas no primeiro turno. Na Cidade de Deus, 10 escolas, três creches e quatro EDIs estão sem atendimento, atingindo 4.793 alunos no turno da manhã.

LEIA MAIS

Temor em Madureira deixa mais de 3 mil alunos sem aulas nesta terça-feira

Oficiais de Justiça cumprem mandado de reintegração de posse na Cidade de Deus

Já a Secretaria de Estado de Educação (Seeduc) disse que duas unidades suspenderam suas atividades em Madureira: o Instituto de Educação Carmela Dutra, que atende cerca de mil alunos em horário integral, e o Colégio Estadual Compositor Manaceia José de Andrade, com cerca de 500 estudantes no turno da manhã. A Seeduc ressaltou que a direção das unidades escolares têm autonomia para tomar providências no sentido de garantir a integridade física e moral de seus alunos, professores e funcionários.

Na Cidade de Deus, a secretaria disse que não há unidades sem aulas. Vale ressaltar que a rede estadual está em greve e, segundo o sindicato da categoria, 70% dos servidores aderiram à greve. A Seeduc disse que número é menor.

As secretarias informam, ainda, que todo o conteúdo perdido no dia sem aulas será resposto posteriormente.

Últimas de Rio De Janeiro