Presa viúva acusada de matar marido para ficar com seguro de vida

Rafaela Azelman teria sido a mandante do assassinato de William Azelman, morto em 2015 pelo amante dela, o traficante Victinho Mete Bala

Por O Dia

Araruama - Policiais civis da 118ª DP (Araruama) prenderam, na manhã desta terça-feira, no município da Região dos Lagos, Rafaela Damas Ribeiro Azelman. Ela é suspeita de ter matado o próprio marido, o oficial da marinha mercante William Azelman, em agosto de 2015.

Rafaela Azelman teria matado o marido%2C William Azelman%2C para ficar com seguro de R%24 2%2C4 milhõesDivulgação/Polícia Civil

De acordo com a investigação, Rafaela teria assassinado William para ficar com o seguro de vida, avaliado em R$ 2,4 milhões. O crime aconteceu em Niterói. A acusada teria contado com a ajuda do amante Victor Tavares Ribeiro, o Victinho Mete Bala, chefe do tráfico de drogas na comunidade Grota do Surucucu, no bairro de São Francisco. Ele já havia sido preso.

Rafaela Azelman foi presa em Araruama, na casa de um namoradoDivulgação/Polícia Civil

O crime teria sido pensado e encomendado pela viúva, que forjou um assalto para que o amante matasse o marido. William mantinha Rafaela como beneficiária em dois seguros de vida.

Há quatro meses, a 118ª DP recebeu informações de que Rafaela frequentava o município e, após uma denúncia anônima, foi presa na casa de um namorado. Ela estava na lista dos 10 mais procurados da Divisão de Homicídios de Niterói, Itaboraí e São Gonçalo (DHNISG).

Últimas de Rio De Janeiro