Norte da Itália decide ter mais autonomia

Por O Dia

Um 'gondoliere' vota no referendo de autonomia em Veneza
Um 'gondoliere' vota no referendo de autonomia em Veneza - AFP/ANDREA PATTARO/22.10.17

Depois da vitória com folga a favor da autonomia nos referendos realizados domingo na Lombardia e em Vêneto, as duas regiões do norte da Itália anunciaram ontem que exigirão de Roma um controle maior de suas próprias finanças.

Em Vêneto, a participação na consulta popular atingiu 57%, e o sim venceu com 98%. Na Lombardia, onde os números oficiais ainda não foram anunciados em razão de problemas com as urnas eletrônicas, cerca de 38% dos eleitores votaram, 95% pelo sim. O Vêneto e a Lombardia estão entre as regiões mais ricas da Itália e, em conjunto, representam 30% do PIB nacional. As duas regiões acusam Roma de desperdiçar seus impostos e querem negociar a natureza e a extensão de sua autonomia, que deverá então ser validada pelo Parlamento.

Além do reforço das competências em matéria de infraestrutura, Saúde e Educação, as duas regiões também pretendem obter o retorno de grande parte do seu saldo tributário: seus habitantes pagam atualmente 70 bilhões de euros por ano em impostos que não recebem em despesas públicas.

A votação ganhou um tom particular após o referendo de autodeterminação da Catalunha, mesmo que seus organizadores tenham reiterado diversas vezes a legalidade da consulta dentro da unidade italiana. Os separatistas são minoritários nessas regiões.

Comentários

Últimas de Mundo & Ciência