No dia 2 de dezembro, o ex-ator já havia se formado em Teologia - reprodução internet
No dia 2 de dezembro, o ex-ator já havia se formado em Teologiareprodução internet
Por RAFAEL NASCIMENTO

Guilherme de Pádua se tornou pastor após 15 anos de conversão à religião evangélica. A cerimônia aconteceu em Belo Horizonte, onde ele mora, no último fim de semana. Há 20 anos, o ex-ator foi condenado pelo assassinato da atriz Daniella Perez, filha da autora Glória Perez.

As fotos da cerimônia foram compartilhadas pela mulher de Pádua, Juliana Lacerda, nas redes sociais. "Enfim, agora pastor Guilherme! Ele esperou mais de 15 anos para que esse dia chegasse, mas como nós dizemos, tudo no tempo do Senhor. Chegou o seu tempo, meu amor", escreveu Juliana na publicação, que tem fotos do ex-ator emocionado e com uma bíblia na mão.

No dia 2 de dezembro, o casal compartilhou fotos e vídeos, na internet, da colação de grau do curso de Teologia. "Glórias a Deus por mais esta bênção! a palavra de Deus é sempre mais do que imaginávamos! O seminário carisma nos conduz a descobrir tantas coisas surpreendentes, mas agora é colocar em prática", escreveu Guilherme.

O atual pastor e a maquiadora Juliana Lacerda se casaram em maio deste ano. Na ocasião, eles fizeram uma cerimônia religiosa na Igreja Batista de Lagoinha. Já no Civil, eles se casaram em março. Nas redes sociais, o casal tem costume de publicar fotos apaixonadas.

Em 28 de dezembro de 1992, Guilherme e sua ex-mulher, Paula Thomaz, deram 28 tesouradas em Daniella Perez. Em 1997, eles foram condenados a 19 anos e 6 meses de prisão pelo crime. A pena, no entanto, foi reduzida a seis anos.

Você pode gostar
Comentários