Nova linha do Fox é mais equipada

Volkswagen lança modelo 2018 do hatch com maior conectividade e novos equipamentos

Por O Dia

Rio - O Volkswagen Fox chegou à linha 2018 trazendo como principais novidades um incremento na lista de equipamentos e maior conectividade. Desde a versão de entrada, Trendline, está disponível alarme ‘keyless’, sensores de estacionamento traseiro, vidros com acionamento elétrico nas quatro portas e retrovisores com ajuste elétrico e função ‘tilt down’ para o lado do passageiro, além de rádio, setas integradas nos retrovisores e maçanetas e retrovisores pintados na cor do veículo. O sistema de som ‘Composition Touch’ ainda é oferecido como um opcional.

Linha 2018 do Fox mantém opções de motoresDivulgação

Um nível acima, no Comfortline, entram em cena outros elementos, como sensores de estacionamento dianteiro e traseiro, rodas de liga leve de 15 polegadas, tomada 12V e rede porta-objetos no porta-malas, volante multifuncional com acabamento de couro, e sistema de som ‘Composition Touch’ com tela de 6,5 polegadas.

Interior exibe novo revestimento de bancosDivulgação

Já as versões Highline, Pepper e CrossFox passam a ter, de série, assistente de partida em rampa, controle eletrônico de estabilidade (ESC), sistema de monitoramento de pressão de pneus, luz de conversão estática e câmera traseira de auxílio ao estacionamento — esta última também disponível para o Comfortline. A linha 2018 do hatch ainda é contemplada por rodas de liga leve de 16 polegadas com novo visual para Highline e a nova cor branca, a mesma disponível na linha Golf. No interior, a aparência e os revestimentos dos bancos também são novos em todas as configurações oferecidas.

Hatch agora tem conectividade desde a versão de entradaDivulgação

Mecânica

O Fox 2018 prossegue com seus motores conhecidos. Na versão Trendline, opção pelo três cilindros 1.0, de 82 cv, ou o 1.6, de 104 cv, sempre com câmbio manual de cinco marchas. A versão Track só é comercializada com o propulsor 1.0. No Comfortline, o motor 1.6, de 104 cv, pode ser associado tanto à transmissão manual de cinco marchas ou à automatizada I-Motion.

Já as configurações Highline, Pepper e CrossFox, topos de linha, são vendidas com o motor 1.6 MSI, que entrega 120 cv, combinado com transmissão manual de seis marchas ou I-Motion de segunda geração.

Na Europa, up! se torna GTI

Enquanto isso, no primeiro mundo dos automóveis, o pequeno up! se tornou GTI, na Europa. Ainda como um conceito, a versão esportiva do subcompacto se tornará uma realidade para o próximo ano.

O motor é conhecido, o três cilindros TSI, mas que entrega nesta versão 115 cv e 20,4 kgfm de torque, visto por aqui em modelos 2.0 aspirados. Comparando com o nosso up! TSI, são mais 10 cv e 3,6 kgfm. O veículo atinge 100 km/h em 8,8 segundos — o nosso TSI o faz em 9,5 segundos.

up! está ainda mais interessante na versão esportiva GTIDivulgação

E ser um GTI exige do up! roupagem adequada. O subcompacto passa a calçar rodas de 17 polegadas, além de ser decorado com faixas laterais pretas, detalhes em vermelho na grade, pinças de freio e tampa do porta-malas. Perceba as saias laterais e spoiler traseiro. A suspensão está 1,5 cm mais baixa.


Últimas de Automania