Paula Toller fala sobre rotina com diabetes: 'Ser bonita é consequência'

Cantora foi ao 'Encontro' e falou sobre relação com a doença e o fato de ter adotado hábitos mais saudáveis

Por karilayn.areias

Rio - Depois de descobrir, há cerca de seis anos, ser diabética, Paula Toller se viu obrigada a mudar radicalmente sua rotina por causa de sua saúde. Em passagem pelo programa "Encontro com Fátima Bernardes" nesta quarta-feira, a cantora de 53 anos falou um pouco sobre sua relação com a doença. 

Paula Toller falou sobre sua relação com a diabetes no 'Encontro com Fátima Bernardes'Divulgação

"Eu passei a ser obrigada [a me regrar]. O que eu fazia antigamente porque gostava, sabia que era bom, passei a ter que fazer todo dia. Antes era dia sim, dia não. Mas é uma coisa boa, eu não vou contrariada. E também não faço a mesma coisa sempre, vou fazendo coisas diferentes", disse.

Fátima Bernardes fez questão de elogiar a beleza da cantora, afirmando que ela está cada vez mais bonita, ainda mais vivendo uma vida mais saudável. Paula afirmou que estar bonita nunca foi e nem é seu objetivo, mas não reclama. "As pessoas pensam muito na coisa da beleza, mas para cantar num show, por exemplo como esse, tem que ter bastante energia, ter fôlego, uma aeróbica boa para não ficar ofegante. Então, para tudo isso, é bom tonificar. Ser bonita é consequência."

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia