SBT: ‘Cúmplices de Um Resgate’ mistura dramalhão com conto de fadas

Novela começa nesta segunda e tem como protagonista a atriz mirim Larissa Manoela, que interpreta gêmeas

Por O Dia

Rio - Enquanto a Globo produz novelas das nove com temas adultos e polêmicos e a Record investe em histórias bíblicas, o SBT volta a atacar no horário nobre com uma trama destinada a um público que anda esquecido nas concorrentes: o infantojuvenil.

Após os sucessos de ‘Carrossel’ e ‘Chiquititas’, a nova aposta da emissora de Silvio Santos é ‘Cúmplices de Um Resgate’, versão de folhetim mexicano assinada por Iris Abravanel, que estreia hoje, às 21h. Com Juliana Baroni e Duda Nagle nos principais papéis adultos, a novela traz como protagonista a menina Larissa Manoela, de 14 anos, que interpreta as gêmeas Manuela e Isabela, separadas no nascimento.

“Sou a primeira adolescente a fazer gêmeas no Brasil. Exige muita dedicação, porque cada uma tem um jeito diferente de falar e agir. É um trabalho muito cuidadoso e delicado”, diz Larissa, que se inspirou em Gloria Pires, intérprete das gêmeas Ruth e Raquel em ‘Mulheres de areia’. “Ela é uma referência.”

Elenco de novela teen do SBT. Isabela vai se tornar vocalista da banda pop-teen Cúmplices de Um Resgate%2C que faz shows e clipes Divulgação

A novela é uma mistura de dramalhão e conto de fadas, com pitadas de humor e muita música — duas bandas fictícias se revezam em shows e clipes. “É uma história para unir a família brasileira”, avisa Iris Abravanel, que desde o início pensou em Larissa Manoela para fazer as gêmeas.

Logo no primeiro capítulo — de um total de 250 —, Manuela e Isabela se encontram, sem saber que são irmãs, e fazem a troca, causando muitas confusões. “Aí, são quatro personagens. Uma se passa pela outra, e as famílias não ficam sabendo”, adianta Larissa, que contracena com uma dublê, Mharessa Fernanda, quando grava as gêmeas juntas.

Chamada de ‘fenômeno’ e ‘gênio’ pelos colegas de elenco, Larissa é tratada como uma joia do SBT, onde atuou em ‘Corações Feridos’ e ‘Carrossel’, que a tornou conhecida vivendo a vilãzinha Maria Joaquina. Com quase dez anos de carreira, ela não se impressiona com elogios e reage como gente grande. “Para mim, é uma honra ser vista assim por grandes profissionais. Mas acho que ainda tenho muito o que aprender”, admite ela, que caiu do cavalo durante uma gravação em junho, mas não sofreu nenhuma fratura. “Foi só um susto.”

Juliana Baroni, de 37, interpreta Rebeca, a mãe das gêmeas, e faz par romântico com Duda Nagle, que vive Otávio, o dono de uma confecção. Mãe de Maria Eduarda, de 1 ano e dois meses, fruto de sua união com o empresário Eduardo Moreira, a atriz — uma ex-paquita — diz que tinha vontade de voltar a trabalhar com crianças.

“Eu me casei grávida, mudei para São Paulo e tive minha filha. Não renovei contrato com a Record porque queria ficar livre. Amamentei até os seis meses. Aí, veio o convite do SBT. Foi no momento perfeito, porque eu queria voltar ao trabalho. Estou vivendo esse universo infantil diariamente”, conta.

Na trama, Rebeca não sabe que teve duas filhas. Enquanto a doce e amorosa Manuela mora com ela, a mimada e egoísta Isabela foi criada pelo ricaço Orlando (Alexandre Barros) e pela vilã Regina (Maria Pinna). A separação das gêmeas é explicada em um conto de fadas no primeiro capítulo — num reino distante, uma rainha má, Regina, manda roubar uma das filhas da camponesa Rebeca. E só depois a história passa a ser contada nos dias de hoje.

“Adoro ser a mocinha. Tem atrizes que acham chato, mas eu não. A minha primeira inspiração foi a Lucinha Lins no filme ‘Os Saltimbancos Trapalhões’ (1981)”, revela Juliana, que voltou a fazer aulas de canto para a novela. Na trilha sonora, a atriz vai cantar ‘Nossa Canção’, de Roberto Carlos, e faz um dueto com Larissa num dos clipes em que aparece com a filha.

A música está presente o tempo todo na história. Até porque Isabela, sem talento para cantar, troca de lugar com Manuela para se tornar vocalista da banda teen Cúmplices de Um Resgate (C1R). Já a gêmea boa canta muito bem e forma o grupo Manuela e Seus Amigos. Segundo o diretor-geral, Reynaldo Boury, não estão programadas viagens com as bandas pelo Brasil, como aconteceu com ‘Carrossel’ e ‘Chiquititas’. “Isso depende da procura”, diz.


Animais em ação

Os bichos estão soltos em ‘Cúmplices de Um Resgate’. Mais um elemento para atrair o público infantil, quatro animais são presença constante na história. São eles: o cão Manteiguinha, da raça Golden Retriever, que anda pelo vilarejo onde mora Manuela; o rato Tuntum, dos irmãos Mateus (Lipe Volpato) e Doris (Duda Wendling); o peixe Beijoca, da menina Lola (Bia Lanutti), e o gato Bartolomeu, da raça Maine Coon, que passa o dia deitado. Todos interagem entre si e com os atores. As vozes são dubladas. “É uma delícia escrever as cenas dos bichinhos. Eles trazem um ar lúdico para a trama”, diz a autora, Iris Abravanel.

Apesar de fofos e bem treinados, os animais têm dado trabalho para a equipe de produção. Nem sempre atendem aos comandos, e as cenas precisam ser repetidas inúmeras vezes. “Não é fácil. Mas esse é nosso grande desafio”, admite Reynaldo Boury.

A expectativa do diretor é que o folhetim alcance audiência de dois dígitos, repetindo o sucesso de ‘Chiquititas’, com médias de 14 pontos. Apesar de entrar no mesmo horário de ‘Os Dez Mandamentos’, da Record, Boury garante que a novela bíblica nunca foi uma ameaça: “Não mudou nada”.

Últimas de Televisão