‘Segurança Máxima’: Segunda temporada mostra desafios dos agentes penitenciários

Enquanto no Brasil o sistema penitenciário passa por crise, a rotina das prisões nos Estados Unidos também não é das mais fácies

Por O Dia

Rio - Enquanto no Brasil o sistema penitenciário passa por crise com motins, fugas, massacres, a rotina das prisões nos Estados Unidos também não é das mais fácies. Tanto que a busca por agentes penitenciários é o mote do reality ‘Segurança Máxima’, que estreia sua segunda temporada na terça-feira, às 20h50, no A&E.

A produção acompanha a rotina de novos oficiais de correção no sistema prisional da Califórnia e no Departamento Correcional do Novo México em um período de 60 dias de estágio. Se não fosse por um detalhe: segundo a estatística, somente um em cada quatro agentes consegue suportar os dois meses.

Cada episódio vai mostrar como eles reagem quando precisam, pela primeira vez, lidar com missões como inspecionar celas, separar brigas entre integrantes de gangues rivais e vigiar alguns dos criminosos mais violentos do país, entre outras situações de risco.

Como se não bastasse tudo isso, os novos agentes precisam lidar com as exigências físicas e mentais que o posto exige. Logo na estreia, no episódio ‘Uma Nova Ameaça’, será retratado o cotidiano em uma prisão no Novo México, em que a famosa gangue Syndicato de Nuevo México declarou guerra contra todos os oficiais, incluindo os jovens novatos agentes. 

Últimas de Televisão