INSS avisará por carta suspensão de auxílio-doença que cair no pente-fino

Há alternativa de o segurado ser informado que deixará de receber pela Central 135 ou internet

Por O Dia

Rio - Os segurados do INSS que tiverem o auxílio-doença suspenso pelo pente-fino que começou este mês devem ser informados do cancelamento do benefício por meio de carta. Essa é uma das possibilidades em estudo pelo governo para comunicar o resultado da perícia médica feita mas que não sairá na hora.

Há alternativa também de o segurado ficar sabendo que deixará de receber o pagamento pela Central 135 ou via internet. Atualmente, o INSS já adota duas formas de comunicação sobre a concessão ou não do auxílio-doença. Para os autônomos e demais segurados, a resposta costuma ir por carta para a casa do beneficiário.

No caso de quem tem carteira assinada e está afastado do trabalho, o resultado da perícia sai no dia, mas não é comunicado pelo perito na hora. O trabalhador doente recebe uma carta para levar à empresa, com os dados do seu auxílio e o tempo de afastamento.

Resultado da perícia médica do INSS não será informado na horaDivulgação

A convocação por correspondência para quem recebe auxílio-doença há mais de dois anos, alvo em um primeiro momento do pente-fino, começou a ser feito na segunda-feira, informou o INSS. Após receber o comunicado o segurado deve ligar para a central de teleatendimento e agendar a perícia. A segunda etapa, serão chamados aposentados por invalidez há mais de dois anos que não fizeram perícia.

De acordo com o INSS, “a execução da ação revisional passa a ser organizada em cada gerência-executiva, que considerará a sua capacidade operacional para definir a data de início da ação”.

Na primeira leva, serão convocados 75 mil auxílios-doença pagos a segurados com até 39 anos de idade. Caso o segurado não seja encontrado, haverá publicação em edital em jornal de grande circulação. Somente depois disso, se o beneficiário não comparecer ao INSS, ele terá o auxílio suspenso.

A partir de novembro, os segurados que se enquadram no perfil da revisão, ou seja, que recebem benefícios há mais de dois anos, também poderão ser convocados por meio de mensagem no extrato de recebimento no banco, quando ele for retirado em canais de autoatendimento.

No Rio, serão convocados 129.914 segurados, sendo 41.344 com auxílios-doença e outros 88.570 com aposentadorias por invalidez.

Últimas de Economia