Neymar ataca críticos e minimiza atrito com Cavani: 'Inventam muita história'

Camisa 10 e atacante uruguaio marcaram na vitória sobre o Bayern

Por O Dia

França - Neymar se manifestou pela primeira vez, nesta quarta-feira, sobre o atrito que teve com Edinson Cavani no Paris Saint-Germain. Demonstrando incômodo e até certa irritação com o assunto, o atacante brasileiro minimizou o episódio e atacou os críticos. "Inventam muita história", reclamou, após a vitória do PSG sobre o Bayern de Munique por 3 a 0, pela Liga dos Campeões.

"É que inventam muita história, falam demais", disse Neymar, ao afirmar que tem boa relação com o companheiro uruguaio. "Falam coisas que não sabem, tentam entrar no nosso privativo, no nosso vestiário, e acabam falando demais. Aí acabam falando coisas que não existem, mas está tudo certo", afirmou o atacante, em entrevista ao canal Esporte Interativo.

Neymar falou da polêmica com CavaniAFP

Diante da repetição da mesma pergunta sobre sua relação com Cavani, Neymar não escondeu a irritação. "Já respondi esta pergunta aqui, guerreiro", respondeu o jogador do PSG a um dos repórteres brasileiros, na zona mista do confronto disputado no Parque dos Príncipes, em Paris.

Há dez dias, na partida entre PSG e Lyon, ele se desentendeu com Cavani em jogo do Campeonato Francês. Na ocasião, o uruguaio se negou a dar a bola ao brasileiro por duas vezes, sendo uma delas em uma cobrança de pênalti, desperdiçado por Cavani, e em uma cobrança de falta, que o novo astro maior do PSG queria bater.

Cavani foi o cobrador oficial de pênaltis do PSG na última temporada europeia, mas, após a chegada de Neymar, o técnico Unai Emery agora preferiu não deixar o uruguaio como batedor fixo de penalidades e apontou, em entrevista coletiva recente, que ambos os jogadores estão aptos para as cobranças, assim como houve uma discussão entre os dois no vestiário após a partida.

Em sua breve entrevista nesta quarta, Neymar não confirmou e nem negou a discussão com Cavani no vestiário.

Sobre o jogo, o atacante brasileiro fez elogios ao companheiro Mbappé, um dos reforços da equipe para a temporada. "Eu me sinto privilegiado de estar jogando ao lado do Mbappé. É um menino ainda, mas é um grande jogador. Dentro de campo, você vê que ele já se mostra como se tivesse 30 anos nas costas. Vai ter uma carreira pra brigar, com certeza, pela Bola de Ouro", afirmou.

Últimas de Esporte