Internacional-RS perde para o Vila Nova e continua fora do G4 da Série B

Esta foi a terceira derrota do Internacional nos últimos seis jogos

Por O Dia

Goiás - O Internacional não conseguiu embalar e manteve a má fase na Série B do Campeonato Brasileiro. Neste sábado, com portões fechados, o time gaúcho tomou um gol aos 46 minutos do segundo tempo e perdeu para o Vila Nova por 2 a 1, no estádio Serra Dourada, em Goiânia, em jogo válido pela 16.ª rodada.

Internacional perdeu mais uma na SegundonaRicardo Duarte

Esta foi a terceira derrota do Internacional nos últimos seis jogos da Série B. Com isso, segue fora do G4, a zona de acesso, estagnado em sexto lugar com 24 pontos. O Vila Nova, por sua vez, está perto da zona de classificação, com 26. E cumpriu mais um jogo de suspensão por brigas de torcidas no clássico contra o Goiás.

Ainda tentando embalar, o Internacional começou a partida tomando a iniciativa e tocando a bola no campo de ataque. A falta de criatividade e as poucas movimentações ofensivas fizeram com que o time gaúcho exagerasse nos cruzamentos, todos afastados pela defesa goiana. Apesar de todo volume, os visitantes não conseguiram levar perigo concreto ao gol de Luis Carlos.

Aos poucos, o tempo foi passando e a pressão do Internacional esfriando. Mesmo sem ficar tanto com a bola, os mandantes cresceram na partida e assustaram em duas finalizações de fora da área, com Moisés e Alan Mineiro exigindo que o goleiro Danilo Fernandes trabalhasse bem.

O Internacional começou o segundo tempo dando provas que havia mudado de postura. Logo no primeiro minuto, Cláudio Winck arriscou de longe, mas o goleiro Luis Carlos defendeu de forma tranquila, no meio da meta. Foi a primeira finalização em direção ao gol do time colorado durante toda a partida.

No decorrer do jogo, no entanto, foi o Vila Nova quem conseguiu marcar. Aos 13 minutos, Filgueira teve liberdade pela esquerda e rolou para Alípio. O meia ganhou na marcação e deu um toque suave na saída de Danilo Fernandes.

O técnico Guto Ferreira não esperou muito tempo e colocou Sasha e Nico López em campo para tentar recolocar o Internacional na partida. O empate veio pouco mais de 10 minutos depois, aos 25. Após cruzamento de Uendel, a bola bateu no braço de Mateus Anderson e a arbitragem assinalou pênalti. Na cobrança, William Pottker chutou no canto e deixou tudo igual. Luís Carlos ainda tocou na bola antes de entrar.

Depois da igualdade, o time gaúcho foi para cima em busca da virada, mas novamente a pressão resultou em poucas finalizações. O Vila Nova, por sua vez, foi mortal e marcou o segundo em contra-ataque nos minutos finais. Aos 46, Tiago Adan recebeu entre os zagueiros, invadiu a área e rolou para trás. Mateus Anderson, livre, apenas completou para o fundo das redes.

Pela 17.ª rodada, o Internacional volta a campo contra o Oeste, nesta terça-feira, às 21h30, no estádio Beira-Rio, em Porto Alegre. Alguns dias depois, no sábado, o Vila Nova encara o Figueirense, às 16h30, no estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis.