Interrogação no Fluminense

Cavalieri, Fred, Pierre e Osvaldo são dúvidas para domingo

Por O Dia

Rio - Líder nato e principal referência no grupo do Fluminense, Fred é dúvida para o jogo deste domingo contra o Joinville, em Santa Catarina. Sem seu camisa 9, o time vê seu rendimento cair. Nas cinco partidas nas quais ficou fora por causa de lesão, o aproveitamento foi de 40%. Com ele, o rendimento é de 64,2%. Para piorar a situação, o astro Ronaldinho Gaúcho, que poderia assumir a responsabilidade, será poupado por causa de dores na coxa.

Enderson Moreira quebra a cabeça para armar o time do FluminenseDivulgação

“Não temos a definição ainda. Vamos esperar. Acho difícil que o Diego Cavalieri e o Osvaldo joguem. O Fred é melhor aguardarmos”, disse, esperançoso, o técnico Enderson Moreira, que viu o atacante fazer trabalhos físicos específicos na academia.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Fluminense

Caso Fred não jogue, Enderson tem duas alternativas. Colocar o veterano Magno Alves, que entrou e marcou contra o Paysandu, ou escalar Wellington Paulista. Wellington Silva é outro que não irá para Santa Catarina. O lateral-direito sofreu um estiramento muscular na coxa direita e Renato, que fez o gol da vitória sobre o Paysandu, será mantido na equipe. O atacante Osvaldo e o volante Pierre também são dúvidas para o confronto.

VEJA MAIS: Confira a tabela e classificação do Campeonato Brasileiro

Enderson Moreira já projeta o segundo turno do Campeonato Brasileiro e uma derrota na partida deste domingo não está em seus planos.

“É uma questão da regularidade. Não se pode voltar sem nenhum ponto. É muito importante pontuar e manter o bom aproveitamento em casa. A regularidade é o que faz o Corinthians estar à frente no campeonato”, explicou o treinador tricolor.

'Vovô' Magno Alves faz história nas Laranjeiras

Uma cabeçada que entrou duplamente na história do Fluminense. O belo gol marcado sobre o Paysandu, na quinta-feira, pela Copa do Brasil, fez Magno Alves quebrar dois recordes de uma só vez. Ele ultrapassou Fred e se tornou o maior artilheiro do clube na história da competição, com 13 gols, um a mais do que o camisa 9.

Além disso, aos 39 anos, Magnata se tornou o jogador mais velho a marcar um gol com a camisa do Fluminense. Ele superou nada menos do que o baixinho Romário, que tinha 38 anos e cinco meses quando balançou a rede contra o Corinthians, em 2004.

Na terceira colocação, aparece o apoiador Elói, que, com 37 anos, em 1992, marcou diante do Goiás em partida válida pelo Campeonato Brasileiro.