Por marta.valim

O presidente ucraniano, Petro Poroshenko, informou nesta quinta-feira que o país solicitará a entrada na União Europeia (UE) em 2020, após a aplicação de um plano de reformas.

Poroshenko informou, durante uma reunião com juízes ucranianos, que a "Estratégia 2020" prevê 60 reformas e programas sociais que serão preparados pela Ucrânia para solicitar a adesão como membro da UE dentro de seis anos.

Ucrânia e UE ratificaram em 16 de setembro um Acordo de Associação, que confirma a vontade de Kiev de estreitar os laços com os ocidentais e afastar-se da Rússia.

Você pode gostar