Sucesso nos Concursos: Seleção concorrida e vantajosa

O concurso para auditor fiscal é muito atrativo para vários candidatos

Por O Dia

Rio - O concurso para auditor fiscal é muito atrativo para vários candidatos. O cargo possui diversas funções, tais como: constituir crédito tributário e contribuições, elaborar e proferir decisões ou delas participar em processo administrativo-fiscal. Também de executar procedimentos de fiscalização e examinar a contabilidade de sociedades empresariais.

Além disso, as vagas geralmente oferecem salários acima de R$ 14 mil. Por ser vantajoso, o concurso provoca grande concorrência.

Para começar a estudar, foque nas disciplinas específicas do concurso, com especial destaque para a temática tributária. Quem fizer isso pode sair em vantagem, já que o último concurso teve um número maior de questões com essa disciplina.

Boa sorte!

PERGUNTA E RESPOSTA

“Li uma matéria sobre o concurso de auditor fiscal da Receita estadual, aqui do Rio de Janeiro. Achei muito interessante o salário, porém nunca fiz concurso. Quero saber se esta é uma seleção boa para começar a estudar e o quanto exigirá de mim em relação a conhecimento. Tenho Nível Superior em Ciências da Computação e quero saber se posso participar deste certame com a minha graduação” Hermes, Piabetá

Hermes, a carreira de auditor fiscal é uma excelente opção de concurso para quem tem tempo para estudar e não possui urgência na aprovação, pois exige um planejamento a longo prazo. Facilita muito, já que o edital não pede uma graduação específica, ou seja, você pode ser formado em qualquer área.
Porém, claramente, o edital faz uma opção por candidatos que tenham um conhecimento jurídico mais aprofundado. Por outro lado, também cobra um conteúdo maior de Informática, Administração, Matemática Financeira e Contabilidade.

Por ser bem democrático, o concurso oferece chances para candidatos de diversas áreas. Como os que têm facilidade ou formação em humanas, que terão vantagem nas disciplinas jurídicas e em línguas — Português e Inglês. Os iniciados em ciências exatas levam vantagem nas disciplinas que cobram mais a Matemática.

De todo modo, as questões devem enfatizar situações que mostram o que um auditor fiscal fará em seu trabalho habitual, com uma grande abordagem de cálculo de impostos e problemas de juros compostos.
Nas questões jurídicas, é essencial ler livros mais densos, recomendados por professores especialistas e não apenas códigos, pois isso não vai ajudá-lo.

Além do conhecimento teórico, deve se informar também sobre a jurisprudência, estudando súmulas e decisões dos tribunais. É possível que a banca elabore questões multidisciplinares, que misturam conhecimentos de Matemática, Informática, Contabilidade e Direito Tributário no mesmo enunciado.

Bons estudos!

Cláudia Jones é jornalista do site Questões de Concursos.

Últimas de _legado_Economia