Sucesso nas compras: Produção orgânica

Vale lembrar que os orgânicos não são apenas alimentos sem agrotóxicos, como acreditam alguns consumidores

Por O Dia

Rio - A cada dia cresce a discussão sobre as vantagens e desvantagens em torno dos alimentos orgânicos, principalmente quando a questão é o alto preço desses produtos. A tendência é que,com o aumento da produção familiar, baixe o valor desses produtos.

Vale lembrar que os orgânicos não são apenas alimentos sem agrotóxicos, como acreditam alguns consumidores. Eles também devem ser isentos de adubos químicos, drogas veterinárias, hormônios e organismos geneticamente modificados durante o seu cultivo. Os alimentos orgânicos também devem ser submetidos à higienização, pois não estão isentos de contrair vírus. Algumas gotas de cloro adicionadas em água filtrada já garantem uma boa higienização.

Por Marco Quintarelli

PERGUNTA E RESPOSTA

Comecei a consumir vegetais e verduras orgânicas e gostei muito. São produtos mais caros que os cultivados de maneira comum, será que vale a pena consumir estes produtos em relação ao que pago?

Michele, Campo Grande

Michele, alimentos orgânicos são aqueles cultivados sem agrotóxicos e sem fertilizantes químicos. Existe o mito de que estes produtos são muito mais caros do que os cultivados de maneira tradicional, mas na verdade esta diferença vem diminuindo com o passar dos anos e com os investimentos em produção familiar.

As feiras de orgânicos estão crescendo e melhorando o acesso e o preço dos produtos para o cliente final. Muita das vezes os consumidores compram direto dos produtores, o que significa preços mais baixos e a experiência de troca entre o consumidor e o produtor.

Os orgânicos — e falamos não só das frutas, legumes e verduras, mas também de ovos, carnes, lácteos, entre outros — ajudam na sua saúde e a da sua família, pois evitam o risco de contaminação por possíveis resíduos agrotóxicos presentes nos alimentos frescos. E muita das vezes até diminui os processos alérgicos comuns em crianças e até em adultos.

Além disso, a produção agroecológica baseia-se no uso responsável dos recursos naturais, contribuindo para o desenvolvimento sustentável, assim como para a conservação e valorização da biodiversidade e da cultura local. Procuram preservar o meio ambiente, uma vez que o solo e a água não são contaminados. Pense também na redução dos riscos à saúde dos trabalhadores rurais, que na produção convencional ficam expostos a substâncias tóxicas.

Consumir mais legumes , frutas e verduras cada vez com menos substâncias químicas, que direta ou indiretamente influenciam em nossa saúde, com certeza vale a pena. Isto também é se preparar para ter menos doenças na velhice. Pagar um pouco mais para ter uma alimentação mais saudável e uma melhor qualidade de vida não é nenhum grande investimento, é uma obrigação.

Marco Quintarelli é consultor do Grupo AZO. Segunda-feira, Sucesso nos Concursos

Últimas de _legado_Economia