Líder opositor russo deixa prisão em Moscou após 15 dias

Ativista esteve durante um ano sob prisão domiciliar, mas logo após ser libertado foi detido em uma estação de metrô

Por O Dia

Rússia - O líder da oposição extraparlamentar russa, Alexei Navalni, ganhou liberdade nesta sexta-feira após cumprir 15 dias de detenção administrativa por participar reiteradamente em manifestações não autorizadas. "Olá a todos", escreveu Navalni em sua página no Twitter após deixar a prisão em Moscou.

Navalni pediu que fosse liberado provisoriamente na última terça-feira para poder participar do enterro do opositor liberal Boris Nemtsov, assassinado em 28 de fevereiro perto do Kremlin, mas a Justiça não concedeu esse pedido. Ambos opositores participaram ativamente em dezembro de 2011 na organização dos maiores protestos antigovernamentais desde a queda da União Soviética (1991).

Alexei Navalni ganhou liberdade após cumprir 15 dias de detenção por 'manifestações não autorizadas'Reuters

A oposição anunciou nesta quinta seus planos de convocar um grande "Marcha da Ira e da Dignidade" em 19 de abril. Navalni esteve durante um ano sob prisão domiciliar, mas justo após ser libertado em meados de fevereiro, foi detido em uma estação do metrô moscovita quando distribuía panfletos para chamar os cidadãos a participar de uma "marcha anticrise" que tinha sido convocado para 1 de março.

O blogueiro e opositor foi sentenciado em duas ocasiões a penas de privação de liberdade com cumprimento suspenso e condicionado a um período de teste, por isso que seus advogados temem que ele possa ser preso novamente. Navalni, que deve sua popularidade a suas denúncias de corrupção na administração pública, obteve um grande resultado nas eleições quando concorria á Prefeitura de Moscou em 2013, ao ficar em segundo lugar.

Últimas de _legado_Mundo e Ciência