Rio organiza operação para melhorar serviço de táxis em aeroportos

Secretaria quer organizar segurança e qualidade do transporte

Por O Dia

Rio - Turistas que desembarcarem a partir desta quarta-feira, nos aeroportos Internacional do Rio de Janeiro/Galeão - Antônio Carlos Jobim, na Zona Norte, e Santos Dumont, no centro da cidade, terão à disposição um serviço especial para garantir a segurança e a qualidade do transporte de táxis.

A Operação Boas-Vindas, da Secretaria Municipal de Transportes (SMTR), terá agentes municipais uniformizados em cada aeroporto. Eles vão entregar um formulário aos passageiros, para controlar a qualidade do serviço prestado durante a Copa das Confederações, que ocorre de 15 a 30 de junho, e a Jornada Mundial da Juventude, de 23 a 28 de Julho.

No material distribuído constam telefones e e-mail para reclamações em inglês e português, além de um espaço para ser preenchido com o número da placa do veículo no caso de irregularidades. Fiscais bilíngues de cooperativas também ajudam os turistas no momento do desembargue.

A iniciativa está prevista para durar até o final da Jornada Mundial da Juventude, e conta com o apoio de 18 policiais militares, 36 guardas municipais e 36 agentes da SMTR, divididos em três turnos nos dois aeroportos.

De acordo com o secretário municipal de Transportes, Carlos Roberto Osório, o taxímetro é a maneira oficial de se cobrar a tarifa pelo serviço de táxi na cidade. No entanto, o turista que não conhece o Rio, pode retirar uma nota com o valor médio do trajeto desejado no setor de atendimento dos aeroportos.

"Essa operação garante a qualidade do serviço e dá atenção aos turistas que estão chegando à nossa cidade. O passageiro será cuidado, e terá onde recorrer caso ocorra qualquer problema. E o taxista também será amparado, pois ele tem a certeza de que a prefeitura está trabalhando para assegurar que o bom motorista seja beneficiado". disse Osório. Acrescentou que, durante a Jornada Mundial da Juventude, a operação também ocorrerá na Rodoviária Novo Rio, no centro da cidade.

"A Copa da Confederações terá público maior no aeroporto, enquanto a Jornada Mundial da Juventude terá público maior na rodoviária. Começamos pela características do público na Copa das Confederações: faremos uma avaliação para verificar se podemos ou não implantar esse serviço de forma permanente na cidade", concluiu o secretário.

O publicitário paulista Gabriel Pontes, que chegava de Florianópolis, e estava embarcando em um táxi para a zona sul da cidade, aprovou a iniciativa. "Tudo que pode ser feito para facilitar a vida dos turistas é sempre bem-vindo. Eu espero mesmo que essa fama de desorganização que, não só o Rio mas todo o Brasil têm caia por terra definitivamente".

Para reclamações ou sugestões os passageiros devem ligar para o número 1746 ou entrar em contato por meio do e-mail information.taxirio@gmail.com

Últimas de Rio De Janeiro