Aplicativo próprio para taxistas está em estudo, revela Eduardo Paes

Dispositivo permitirá pagamentos com cartões e avaliação do serviço

Por O Dia

Rio - O estudo de um aplicativo que deverá ser usado obrigatoriamente pelos 40 mil taxistas do Rio, que permitirá clientes, a exemplo do Uber, pagar as corridas com cartões de crédito ou débito, e ainda avaliar o serviço, foi confirmado neste domingo pelo prefeito Eduardo Paes. Durante a apresentação da pista de ciclismo BMX para os Jogos Rio 2016, Paes disse que ainda não há prazo para a implementação da novidade e criticou os serviços prestados pelos categoria.

LEIA MAIS: Pista de BMX dos jogos Rio 2016 é apresentada por Eduardo Paes

Eduardo Paes inaugura Complexo Esportivo em DeodoroEstefan Radovicz / Agência O Dia

"É ruim. As críticas quanto a prestação de serviço por muitos taxistas, como negações de corrida, ainda são muito fortes. O novo aplicativo que será oficializado vai ajudar o município a fiscalizar os maus profissionais, que poderão ter até a carteira e a permissão cassadas", adiantou o prefeito, admitindo falhas na fiscalização no setor. "Não há como ter 40 mil fiscais nas ruas", argumentou.

Para Paes, o uso de novas tecnologias será o principal aliado para manter um serviço de boa qualidade para os usuários. "Salvo as devidas proporções, com as vans não foi muito diferente. Elas surgiram na falha e nos maus serviços prestados pelos ônibus. No começo todo mundo apoiou e depois virou um problema difícil controlar. Hoje, temos muito menos vans circulando, mas com serviço regularizado e de melhor qualidade, que é o que a população precisa", comentou o prefeito, completando que ainda vai avaliar projeto de lei que proíbe o transporte particular de passageiros na cidade.

Últimas de Rio De Janeiro