Pesquisador tem computador roubado com artigo inédito sobre o vírus zika

Amilcar Tanuri, chefe de virologia molecular da UFRJ, teve sua mala roubada na porta do Aeroporto Santos Dumont

Por O Dia

Rio - Um artigo até então inédito que pode ajudar a combater com o vírus zika foi levado por ladrões que roubaram a mala do pesquisador Amilcar Tanuri, chefe de virologia molecular da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), na última sexta-feira. Ele tinha acabado de desembarcar no Aeroporto Santos Dumont, no Centro, quando se distraiu ao atender o celular no estacionamento. Segundo testemunhadas, dois homens pegaram a bagagem e entraram em um táxi logo em seguida.

Amilcar Tanuri teve computador roubado no Aeroporto Santos Dumont, na última sexta-feiraDivulgação

Dentro da mala estava o seu laptop com a pesquisa. De acordo com a assessoria de imprensa da instituição, o estudo havia sido salvo em outro local e apenas o artigo foi perdido. A UFRJ contou que o computador reunia ainda arquivos sigilosos, como fotos de crianças com microcefalia, dados de pacientes e exames médicos. No entanto, o conteúdo era protegido por senha.

A universidade disse ainda que o professor relatou que não encontrou nenhum policial no local. "O episódio é lamentável, dada a relevância do trabalho desenvolvido pelo professor e por seu laboratório na Rede Zika da UFRJ e também em parceria com outras instituições no país", informou a UFRJ, em nota.

De acordo com as informações da 14ª DP (Leblon), foi instaurado um procedimento para apurar as circunstâncias do crime, na área de embarque do Aeroporto Santos Dumont. Segundo a polícia, uma mala, com um laptop, foi roubada junto com alguns cheques. O procedimento será encaminhado à 5ª DP (Mem de Sá) para prosseguir nas investigações.

Últimas de Rio De Janeiro