PM é baleado na Baixada Fluminense

Ele estava em um bar, quando homens armados passaram atirando. Neste domingo, outro policial foi morto em assalto na Quinta da Boa Vista

Por O Dia

Rio - Um policial militar foi baleado com três tiros na barriga e no tórax, na noite deste domingo, em São João de Meriti, na Baixada Fluminense. De acordo com informações do 21º BPM (São João de Meriti), o PM estava em um bar no município, quando homens armados passaram atirando no local. Os suspeitos estavam em um carro e uma moto. Outras três pessoas ficaram feridas.

O PM, que ainda não teve o nome revelado, foi socorrido e encaminhado para o Hospital Estadual Adão Pereira Nunes, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense. Segundo as primeiras informações, o estado de saúde do policial é estável. Os suspeitos conseguiram fugir.

Na tarde deste domingo, um policial militar foi morto após reagir a um assalto na Quinta da Boa Vista, em São Cristóvão, na Zona Norte do Rio. Lotado na Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) da Cidade de Deus, Filippe Pires Moreira, de 25 anos, estava de folga quando foi surpreendido por dois homens armados em uma bicicleta.

No início desta noite, os suspeitos foram detidos por policiais da UPP Mangueira e levados para a 17ª DP (São Cristóvão). Há três anos na PM, Filippe era solteiro e não tinha filhos. Ele chegou a ser socorrido e encaminhado para o Hospital Central da Polícia Militar (HCPM), mas não resistiu. 

Já neste sábado, um outro policial foi morto, em Nilópolis, na Baixada Fluminense. O subtenente Paulo Roberto da Costa, 42 anos, estava em um bar na Rua Dona Vicentina, quando foi surpreendido por um grupo armado que disparou várias vezes contra ele.

Segundo o comando do 20º BPM (Mesquita), Paulo trabalhava na Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) Camarista Meier, Zona Norte do Rio. O subtenente, que já estava na corporação há 22 anos foi encaminhado ao PAM de São João de Meriti, mas não resistiu aos ferimentos.

De acordo com o comando da UPP, um homem de 36 anos, que também estava no local, foi baleado durante a ação. A Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF) investiga o caso.

Últimas de Rio De Janeiro