Erros do ataque tiram o sono de Zé Ricardo

Técnico quer corrigir o problema para o jogo de sábado contra a Chapecoense

Por O Dia

Sem Luis Fabiano há quatro jogos, o Vasco vem sentindo falta do poder ofensivo. Com o artilheiro se recuperando de cirurgia no joelho direito, a missão de substituí-lo coube ao argentino Andrés Ríos, que não é centroavante de ofício. Segundo atacante, Ríos ainda não balançou a rede e até mesmo pouco finalizou a gol.

Logo após o 1 a 1 com o Sport, Zé Ricardo admitiu que o time precisa criar mais e prometeu corrigir o problema já para o jogo contra a Chapecoense, sábado, às 16h, em São Januário: "Temos que evoluir. Fizemos uma partida boa defensivamente, mas temos que trabalhar a posse de bola. Não fomos competentes em segurar a bola no ataque e criar os espaços. Às vezes, falta tranquilidade. Precisamos evoluir nesse sentido."

O treinador adianta que o Vasco terá que ser mais agressivo contra a Chape. "Temos que impor nosso ritmo. Jogaremos na nossa casa e precisamos dos três pontos", declarou Zé Ricardo, que ainda acredita na possibilidade de o time brigar pelo G-6 do Brasileiro a diferença para o sexto colocado, o Botafogo, é de oito pontos. "Temos que pensar grande", advertiu.

MENSAGEM DO FABULOSO

Ontem, Luis Fabiano postou no Instagram mensagem sobre as dificuldades do processo de recuperação da artroscopia no joelho direito: "Em quase 20 anos como profissional, já vi e vivi muitas coisas: vitórias, derrotas, alegrias e tristezas. Por isso, posso dizer tranquilamente que esse momento, dentro de uma sala de fisioterapia, é um dos piores que um jogador pode viver."

De acordo com o Fabuloso, o trabalho de fisioterapia pouco aparece: "É aquele tipo de trabalho solitário e invisível. Jogador gosta de jogar futebol! Por isso, nesse momento, o nosso sonho não é disputar Copa do Mundo, conquistar títulos etc. É o mais simples possível: entrar em campo e fazer o que gostamos."

Comentários

Últimas de Esporte