Nove meses depois, D. Marisa ganha via

Projeto só foi aprovado após o local da homenagem ser alterado pelos vereadores

Por O Dia

São Paulo - Depois de ficar nove meses na geladeira da Câmara dos Vereadores de São Paulo, enfim foi aprovado, nesta terça, projeto de lei que homenageia Dona Marisa Letícia, mulher do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, com nome de via. Só que em outro lugar.

Apresentado em fevereiro deste ano, após a morte da ex-primeira-dama devido a complicações de um acidente vascular cerebral (AVC), o projeto só foi aprovado após o local da homenagem ser alterado pelos vereadores.

O texto original previa a homenagem na Chácara Santo Antônio, bairro nobre da capital, mas moradores teriam pressionado contra. A emenda jogou Dona Marisa para o sul da metrópole, em M'Boi Mirim.

O projeto de lei, originalmente proposto pela bancada do PT e emendado com ajuda do presidente da Casa, Milton Leite (DEM), foi aprovado de forma simbólica pelos vereadores sem votação nominal e segue para sanção do prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB).

Últimas de Brasil