Guilherme Prates fala do italiano que interpreta em 'Tempo de Amar'

Na novela de Alcides Nogueira, o personagem tem um histórico anarquista na Itália e vai se envolver com a trama política abordada na produção

Por O Dia

Guilherme Prates como Giuseppe%2C em 'Tempo de Amar'Divulgação

Rio - Em 2012, Guilherme Prates era a grande aposta da Globo como o protagonista Dinho em 'Malhação: Intensa Como a Vida'. Mas na metade da novela, o público rejeitou os rumos do personagem, e o ator precisou deixar a produção sendo substituído por outro mocinho. "O Dinho começava a namorar uma, traía essa uma com outra, ficava com essa outra e depois ainda traía essa outra com uma terceira. Então, ele era alguém que criava conflitos (risos)", diverte-se o intérprete de Giuseppe, em 'Tempo de Amar', da Globo. Até segunda ordem, monogâmico. "Ele é um imigrante e se apaixona pela Helena (Jessika Alves)", comemora o ator de 24 anos.

SUPORTE TOTAL

Prates, que na época de 'Malhação' tinha 19 anos, conta que tem boas recordações do período. "Eu fiquei muito tranquilo, até porque todo mundo foi muito cuidadoso comigo. Tive muito suporte não só da equipe, como da direção. Não foi uma ruptura", lembra. "O que eu achei que foi muito bonito na trajetória do Dinho é que teve início, meio e fim. E teve um epílogo, quando ele volta no último capítulo", completa o carioca, com orgulho.

SEM MÁGOAS

O intérprete revela que com esse suporte teve a possibilidade de dar continuidade à vida profissional. "Nunca pensei: 'Agora eu teria que dar a volta por cima' ou 'modificar alguma coisa'. Só dei continuidade. Eu saí de 'Malhação', fui fazer 'Confissões de Adolescente', depois fiz teatro", conta. Em seguida, ele entrou na novela 'Em Família', com direção de Jayme Monjardim, que assina a direção da atual trama das 18h da Globo. "Nunca tive um objetivo fixado na TV. Eu gosto de fazer TV, mas quando surge convite é sempre algo que me surpreende e estimula. Nunca uma necessidade. Adoro fazer, então gostaria de continuar fazendo", frisa.

DOBRADINHA

O trabalho com Monjardim resultou em um novo filme, 'O Vendedor de Sonhos', e no desejo de o diretor reeditar a parceria. "Fiz um teste e fiquei com o personagem Giuseppe", vibra. Para compor o tipo, Guilherme assistiu a filmes de diretores italianos como Bernardo Bertolucci e Federico Fellini. "Tinha toda uma referência do cinema italiano que quis buscar, além do próprio idioma e da história italiana", afirma.

A TRAMA

Na novela de Alcides Nogueira, o personagem tem um histórico anarquista na Itália e vai se envolver com a trama política abordada na produção. "A cada capítulo que recebe, você pode descobrir uma informação que modifica completamente a construção do personagem. Acho isso maravilhoso e é um dos grandes prazeres de se fazer TV", salienta.

FUTURO

Sobre o futuro de Giuseppe na história, Guilherme dá uma pista. "Sabemos que ele é engajado politicamente. Não sabemos o que isso vai causar e as consequências que isso vai ter aqui. Mas sabemos que o Brasil está em um momento de ebulição. Qualquer ação ali pode virar um grande movimento", diz.

 

Últimas de Televisão