Reforma Trabalhista passa a valer em junho

Comissão vota PL que mexe na CLT nesta quarta-feira

Por O Dia

Brasília - O deputado Rogério Marinho (PSDB-RN), relator da Reforma Trabalhista, prevê que o PL 6.787, que modifica 117 pontos da CLT, deve ser votado até o final deste mês na Câmara. No Senado, a estimativa é que o texto será aprovado entre fim de maio e começo de junho. De acordo com a agência Estadão Conteúdo, a reforma começa a ser votada na Comissão Especial amanhã ou na quinta-feira. Assim, fica pronto para ser enviado ao plenário. Pelo cronograma esperado pelo governo, o projeto entraria em vigor em meados de junho, antes do recesso parlamentar.

O deputado Rogério Marinho reafirmou que a contribuição sindical será opcional. Ele disse que a intenção é fortalecer os sindicatos que são verdadeiramente representativos. “Precisamos ter entidades sérias, legítimas”, explicou.

O próprio deputado propôs a medida e disse que, quando ela foi divulgada, passou a concentrar as discussões da reforma trabalhista. Ele lembrou que a contribuição “é uma herança fascista, pois faz parte dos pontos que falam do direito sindical da que foram inspirados nas normas do ditador italiano Benito Mussolini”.

Últimas de Economia