Com CPI da CBF aprovada no Senado, Romário volta a atacar Marin e Del Nero

A publicação da Comissão Parlamentar de Inquérito no Diário do Senado Federal deverá ocorrer nesta sexta-feira

Por O Dia

Brasília - Como já havia adiantado na última quarta-feira, nas redes sociais, Romário conseguiu o número necessário de assinaturas pelos senadores para aprovar a uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar as ações da CBF. Em seu discurso, no Senado Federal, nesta quinta-feira, o político do PSB, mais uma vez fez críticas aos dirigentes do futebol brasileiro, principalmente José Maria Marin, vice da CBF, que foi preso na quarta-feira, em Zurique.

Romário quer se relator da CPI da CBFDivulgação

"O nome do Brasil está hoje ligado a tudo que tem de corrupção esportiva, graças a um dos ratos que venho denunciando há tempo: José Maria Marin. A investigações citam Copa do Brasil, fornecimento de material esportivo e jogos da Seleção (Copa América). Na Copa do Brasil, o valor era dividido entre os três ratos (Marin, Teixeira e Del Nero). Os escândalos são sucessivos. Tem jogador que entra em campo por valor de marketing", afirmou.

A publicação da CPI no Diário do Senado deverá ocorrer nesta sexta-feira. Romário também abordou a suposta participação do presidente da Fifa, Joseph Blatter, no esquema de corrupção desvendado pelo FBI.

"Por esse ser um jogo de cartas marcadas, Blatter deve ser reconduzido. Espero que o Blatter seja preso antes de assumir o novo mandato. Lutar contra a corrupção no futebol é muito difícil, às vezes chega a ser desestimulador, pela dificuldade de conseguir provas. Mas ontem recebemos uma notícia que foi um alento. As autoridades suíças deram uma batida em ninho de ratos", concluiu.

Últimas de Esporte