Dunga justifica convocação de Neymar e espera tê-lo contra Costa Rica

Craque do Barcelona está se recuperando de uma caxumba

Por O Dia

Rio - Apesar de ser o principal jogador da seleção brasileira, Neymar foi uma 'surpresa' na convocação do técnico Dunga, para os amistosos contra Costa Rica e Estados Unidos, nos dias 5 e 8 de setembro, respectivamente. Mesmo com caxumba e suspenso nos dois primeiros jogos do Brasil nas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2018, na Rússia, o treinador não abriu mão do seu camisa 10.

LEIA MAIS: Com Neymar e Kaká, Dunga convoca seleção brasileira para amistosos

"Neymar vai ficar duas semanas parado, vamos ver se tem condições contra a Costa Rica. Por isso trouxemos um a mais. Kaká vem para dar experiência e maturidade, como foi o Robinho", disse o treinador.

A ausência do zagueiro Thiago Silva, do Paris Saint-Germain, também foi justificada pelo treinador. O defensor foi criticado, na última Copa América, por conta de um pênalti infantil contra o Paraguai que ocasionou a eliminação do Brasil na competição.

"Quando se ganha ou perde todos somos responsáveis. Não temos nada contra algum jogador. Queremos abrir o leque. Há jogadores que já conhecemos. Existe uma média de idade para se colocar as equipes em competições. Por isso a mescla", comentou.

O Brasil enfrenta a Costa Rica (em Nova Jersey), dia 5, e os Estados Unidos (em Foxborough), no dia 8.

Neymar foi chamado pelo técnico Dunga para amistososReuters

Os convocados pelo técnico Dunga:

Goleiros: Jefferson (Botafogo), Marcelo Grohe (Grêmio) e Alisson (Internacional).

Zagueiros: David Luiz e Marquinhos (PSG), Miranda (Inter de Milão) e Gabriel Paulista (Arsenal).

Laterais: Daniel Alves (Barcelona), Filipe Luis (Atlético de Madrid), Danilo (Real Madrid), Douglas Santos (Atlético-MG).

Meias: Luiz Gustavo (Wolfsburg), Fernandinho (Manchester City), Elias (Corinthians), Ramires, William e Oscar (Chelsea), Lucas Lima (Santos) e Kaká (Orlando City).

Atacantes: Roberto Firmino (Liverpool), Neymar (Barcelona), Lucas (PSG), Hulk (Zenit) e Douglas Costa (Bayern de Munique).

Últimas de Esporte