Zidane garante que Cristiano Ronaldo conversou com elenco após polêmica

Craque português criou confusão após dizer que se todos os jogadores do Real tivessem o nível dele, seria diferente

Por O Dia

Espanha - Além da má fase em campo e das frequentes lesões no elenco, o técnico Zinedine Zidane está precisando lidar com uma crise interna no Real Madrid. O último capítulo aconteceu após a derrota no clássico para o Atlético, sábado, quando Cristiano Ronaldo cravou: "Se todos tivessem o meu nível, seria diferente". A opinião, como era de se esperar, causou polêmica no elenco, mas o treinador francês garantiu nesta terça-feira que tudo já foi resolvido.

Zidane tenta resolver crise interna no Real MadridEfe

"O treinador deve falar com os jogadores ao fim da partida. Com todos e também individualmente. Ele (Cristiano Ronaldo) falou comigo e com todos. É um tema do passado. Sabemos a importância que tem o Ronaldo e todos estamos com ele. O tema está resolvido e o mais importante é o que há pela frente. Isto vamos resolver, todos juntos. Aqui dentro, não por fora", afirmou.

Visivelmente irritado após a derrota de sábado, Cristiano Ronaldo reclamou da postura da imprensa madrilenha. Questionado sobre uma possível má fase individual, o jogador negou e garantiu que seus companheiros é que não estão à sua altura no momento.

"Me incomoda porque vocês parecem ter uma perseguição comigo. O Cristiano piorou e por isso o Real... Não! Se todos estivessem no meu nível, estaríamos em primeiro", chegou a dizer.

Posteriormente, Cristiano Ronaldo garantiu que foi mal interpretado e que havia se referido ao nível físico de seus companheiros, uma vez que o Real vem sofrendo com lesões.

"Não estou dizendo que os que jogaram não são tão bons, mas os melhores fazem falta. Não é dizer que o Jesé, o Lucas (Vázquez), o Kovacic não são bons. Eles são, mas... É meu ponto de vista", comentou.

Apesar de toda a polêmica causada por esta história, Zidane garantiu que o elenco já a esqueceu.

"Estamos concentrados no que teremos pela frente. Aconteceram algumas coisas e sempre vão passar neste clube. O importante é estarmos juntos, unidos e pensar na partida de amanhã (quarta, contra o Levante). No fim da temporada pode haver mudanças ou não, mas só pensamos em dar o máximo e temos esta obrigação."

Últimas de Esporte