Atacante relembra 'perrengue' em festa de dois dias organizada por Ronaldinho

Lukian, ex-Nova Iguaçu, conta que segurança de R10 fazia apelo pelo fim da festa, desejando voltar para casa depois de trabalhar sem descanso

Por O Dia

Rio - Além do desempenho dentro de campo, alguns jogadores de futebol ficam conhecidos por conta de suas atuações fora deles, nas festas que organizam ou participam. Ronaldinho Gaúcho, duas vezes melhor do mundo, foi um dos que ganhou reconhecimento tanto por sua habilidade fora do comum, quanto pelo gosto por organizar festas que pareciam não acabar.

Ronaldinho Gaúcho organizava festas em sua mansão no Rio de JaneiroReprodução Vídeo

Em entrevista ao site da ESPN, o atacante Lukian, ex-Nova Iguaçu, relembrou um dia em que passou por momentos 'complicados' em festas sob o comando de Jô, atacante do Manchester City à época, e Ronaldinho, que jogava no Flamengo. Jogando na Coreia do Sul, o jogador conta que participou de um evento que durou dois dias.

"Todo jogador gosta de pagode, e eu tenho grande amizade com o pessoal (da banda) 'Os Morenos', com quem convivo desde garoto. Aí eles, que são muito amigos de jogadores de futebol, me levaram uma vez na casa do Ronaldinho Gaúcho, estava o Jô também. Boleiro quanto te chama pra um esquema não quer que você vá embora enquanto a festa não acabar. Foi uma loucura", afirma o atacante.

O jogador conta que participou de uma pelada promovida por Jô. Por volta das 21h, com o fim do jogo, o atacante bancou lanches para todos os envolvidos. Quando todos retornaram à casa do jogador, a festa já acontecia, mesmo sem sua presença. 

"Quando nós chegamos, ele ainda nem estava em casa, mas o lugar já estava lotado com os amigos dele (risos). Ficamos por lá e vimos que o pessoal estava se arrumando pra alguma coisa depois. Deu meia noite e acabou a bateria do meu celular, eu querendo ir embora. Quando estava quase indo, meia noite e pouco o Jô chamou todo mundo pra uma balada, porque ele tinha fechado um camarote dos bons", conta Lukian.

Na boate, todos permaneceram até o amanhecer do dia. No entanto, engana-se quem pensava que aquele era o fim dos festejos. Lukian, atacante do Busan I'Park, revela que Ronaldinho Gaúcho chamou todos para uma nova festa na sua mansão, que já acontecia há dias, como revelou um dos seguranças do R10.

"Já estava raiando o sol quando o Ronaldinho chamou para irmos até a casa dele. Eu não queria ir, já estava morto, mas não tem como falar 'não' para o Gaúcho. Fiquei batendo um papo com o segurança para passar o tempo. Ele virou pra mim e falou: 'Vocês acham que eu estou aqui desde 22h de ontem? Que nada! Eu estou aqui faz dois dias e essa festa não acaba! Entra gente, sai gente, não termina nunca. Eu tenho família, rapaz, esse cara não cansa. Ele sai para treinar e a galera continua na festa, ele volta e a festa não termina. Esse cara não me libera, eu quero voltar pra casa, pelo amor de Deus'."

Lukian termina o relato afirmando que ficou impressionado com a humildade de Ronaldinho, que o recepcionou bem, principalmente depois de reconhecê-lo por conta de um jogo entre Nova Iguaçu e Flamengo, quando ambos se enfrentaram.

Últimas de Esporte