Navarro segue os passos de El Loco

Uruguaio repete o início da carreira do ídolo no Fogão e enche a torcida de esperança por mais gols

Por O Dia

Rio - Supersticiosos por essência, os alvinegros enxergaram os gols de Navarro na vitória sobre o ABC de uma perspectiva diferente, muito mais complexa e sobrenatural do que o simples estufar da rede. Assim como o compatriota Loco Abreu, o novo camisa 9 marcou pela primeira vez no terceiro jogo com a camisa do Botafogo. Coincidências que fazem a torcida acreditar que o atacante pode ter uma trajetória semelhante a do ídolo no clube.

Navarro anotou dois gols em duelo no MaracanãAndré Mourão

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Botafogo

Em 2010, Loco chegou durante o Carioca e teve uma estreia amarga, na goleada de 6 a 0 sofrida para o Vasco. Na segunda partida, vitória de 2 a 1 sobre o Tigres, mas o uruguaio passou os 90 minutos em branco. Na sequência, contra o América, o ex-camisa 13 abriu o placar do triunfo de 2 a 1 e deu início a um caso de amor com a torcida, alimentado com muitos gols. Andarilho do futebol e ainda em atividade aos 38 anos, Abreu vestiu a camisa de mais de 20 times, mas foi pelo Botafogo que mais vezes balançou a rede: 73 gols.

Álvaro Navarro também precisou de três jogos para mostrar seu cartão de visitas. Após o empate com o Luverdense e a derrota para o Santa Cruz, o uruguaio desencantou, guardando dois no reencontro com a vitória, diante do ABC. Uma injeção de esperança nos alvinegros, que não comemoravam gols há três rodadas na Série B.

“Fiquei muito feliz por marcar os meus primeiros gols aqui no Botafogo, mas na verdade, mais importante que os gols foi ter somado os três pontos que precisávamos. Sabemos que o Loco Abreu fez uma história muito grande aqui e espero que isso possa se repetir comigo”, disse ‘El Chino’, como ele é conhecido no Uruguai.

A pressão pela comparação com Loco Abreu é grande, mas, se ele conseguir fazer só um pouco do que o ídolo fez, o carinho será recompensador.