Desfalcado, Vasco tenta parar o líder Atlético-PR

Sem Guiñazu, Gilberto, Jordi e Dagol, time busca a 1ª vitória no Brasileirão

Por O Dia

Paraná - Disposto a exorcizar um fantasma que lhe dá arrepios e acabar com a crise, o Vasco reencontra o Atlético-PR, às 22h, na Arena da Baixada, em busca da primeira vitória no Campeonato Brasileiro. O último confronto foi para esquecer. Além das cenas de barbárie entre as torcidas rivais, que rodaram o mundo, o jogo da última rodada do Brasileiro de 2013, marcou o segundo rebaixamento do Vasco em cinco temporadas.

Um pesadelo que volta a atormentar na Colina, após o início desastroso no Brasileirão-2015. Com apenas três pontos em cinco rodadas, o Vasco, em 18º lugar na tabela, namora firme a zona da morte. Além do jejum de vitórias na competição, o time vem de duas derrotas seguidas pelo mesmo placar: 3 a 0.

Vasco tenta primeira vitória no Brasileirão, em CuritibaAndré Mourão

QUATRO DESFALQUES

Para acabar com a crise, nada melhor do que uma grande vitória hoje — missão que não será nada fácil. Além de enfrentar o atual o líder da competição, o técnico Doriva terá quatro desfalques importantes — além da ausência do camisa 1 Martin Silva, que está na seleção uruguaia para a Copa América e dará lugar a Charles, terceiro goleiro.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Vasco

O capitão Guiñazu levou o terceiro cartão amarelo, enquanto o atacante Gilberto e o goleiro Jordi foram expulsos contra a Ponte Preta. Outro desfalque é Dagoberto. O departamento médico informou por nota oficial que o atacante sofreu estiramento grau 1 no músculo posterior da coxa direita e ficará em tratamento.

Sem Dagoberto, Doriva pode promover a estreia de Emanuel Biancucchi ou manter Jackson Caucaia entre os titulares. No ataque, a vaga de Gilberto, que completou 26 anos, ficará entre Thalles ou Riascos. No meio, Serginho deve ser o substituto de Guinãzu.

“Eles (Atlético-PR) vivem um momento muito bom, mas estamos concentrados no nosso trabalho e querendo muito o resultado positivo. Os jogadores que vão entrar estão prontos, têm experiência e vão agregar muito”, avaliou o técnico Doriva, no site oficial do Vasco.

POLICIAMENTO É REFORÇADO NA BAIXADA

O policiamento será reforçado na Arena da Baixada, um ano e meio após a briga entre as torcidas de Atlético-PR e Vasco, em Joinville (SC), chocar o país devido às cenas de barbárie.

Além do esquema especial de segurança, a Polícia Civil do Paraná informou que já notificou a organizada cruzmaltina Força Jovem a não comparecer ao jogo. A organizada atleticana Os Fanáticos, também envolvida na pancadaria na Arena Joinville, já cumpriu a suspensão de seis meses e está liberada. Recentemente, membros das torcidas rivais participaram de encontro na Câmara Municipal de São Paulo e selaram a paz.